Rio de Janeiro MP-RJ denuncia PM por homicídio de radiologista na zona norte do Rio

MP-RJ denuncia PM por homicídio de radiologista na zona norte do Rio

Raphael Montovaneli foi atingido na cabeça quando voltava de jogo de futebol com amigos no Engenho Novo, no dia 18

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo*, do R7

Raphael Montovaneli foi sepultado no sábado (24); ele deixou a esposa, grávida de oito meses

Raphael Montovaneli foi sepultado no sábado (24); ele deixou a esposa, grávida de oito meses

Record TV

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou, nesta segunda-feira (26), o policial militar Márcio Felipe dos Santos Ribeiro pelo homicídio qualificado do radiologista Raphael Montovaneli, de 40 anos, baleado na cabeça no Engenho Novo, zona norte da cidade, no último dia 18.

Segundo a 1ª Promotoria de Justiça, o PM disparou contra o carro em que a vítima estava com três amigos após nenhum dos passageiros perceber a ordem de parada.

De acordo com a denúncia, "qualquer pessoa que passasse pelo local naquele momento, fosse um criminoso ou não, teria sido alvejada pelo denunciado". Além disso, para o MP, apesar de ser previsível o resultado morte, Márcio não hesitou em disparar o tiro que matou Raphael.

O radiologista voltava de um jogo de futebol e estava no banco de trás do carro que foi alvo do PM. Após ser atingido, Raphael foi internado em estado gravíssimo no Hospital Federal do Andaraí. Ele teve a morte cerebral confirmada na última quinta (22), quatro dias após o crime.

Raphael foi sepultado no sábado (24), no cemitério do Catumbi, também na zona norte. Ele deixou a esposa, que está grávida de oito meses.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa 

Últimas