Rio de Janeiro Mulher precisa retirar parte do intestino após ser espancada por ex-marido no Rio

Mulher precisa retirar parte do intestino após ser espancada por ex-marido no Rio

A vítima foi agredida enquanto dormia dentro de casa, com o filho do casal. A polícia investiga o caso como lesão corporal grave

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Vivian Casanova e Sabrina de Paula, da Record TV Rio

Vítima passou por cirurgia

Vítima passou por cirurgia

Record TV

Uma mulher teve que retirar parte do intestino após ter sido espancada pelo ex-marido dentro de casa, na zona norte do Rio, enquanto dormia com o filho do casal. Thais Oliveira Moraes, de 27 anos, procurou a Deam (Delegacia da Mulher) de Jacarepaguá, na zona oeste, que investiga o crime como lesão corporal grave. 

A vítima contou que o homem invadiu sua residência na madrugada do dia 8 de setembro. Segundo ela, o agressor retirou os sapatos e, sem fazer barulho, revirou os cômodos e verificou mensagens no celular, além de quebrar pertences, incluindo instrumentos de trabalho. 

Em entrevista à Record TV Rio, Thais disse que se recorda de ter acordado quando já estava sendo agredida.

"Meu filho acordou chorando, pedindo para ele parar, gritando. E aí eu tive forças para gritar por socorro. As minhas vizinhas entraram. Ele pegou o meu filho e uma bolsa de roupas, sem a minha autorização. Ele levou o meu filho e, em cerca de dez minutos, voltou para me agredir. Ele me deu chutes, pisou na minha barriga, e eu já estava vomitando."

Com a ajuda das vizinhas, Thais foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel) e levada ao Hospital Salgado Filho, no Méier, onde precisou passar por uma cirurgia.

"[Os médicos disseram que] eu poderia ter morrido, que em coisa de 20 minutos poderia não estar mais aqui", contou a jovem. 

A vítima e o agressor ficaram juntos por sete anos. Há cerca de um mês, o casal havia se separado.

A mulher contou, ainda, que o ex-marido esteve na delegacia, acompanhado de uma advogada, mas não se manifestou. 

Muito abalada, ela revelou que o filho do casal ficou traumatizado por tudo o que testemunhou. 

Últimas