Rio de Janeiro Niterói permite circulação nas orlas das praias sem uso de máscara

Niterói permite circulação nas orlas das praias sem uso de máscara

Prefeitura estabelece redução do distanciamento para um metro. Bares e restaurantes podem funcionar até 2h

Resumindo a Notícia

  • Prefeitura de Niterói decreta flexibilização com redução de distanciamento
  • Bares e restaurantes podem funcionar até 2h; boates e casas noturnas podem abrir com 50% do público
  • Praças e parques ficam abertos até 18h, com visitantes limitados
  • Profissionais da saúde receberão dose de reforço a partir de segunda-feira (4)
Prefeitura libera circulação de pessoas sem máscara nas orlas da praia

Prefeitura libera circulação de pessoas sem máscara nas orlas da praia

Reprodução/Prefeitura de Niterói

A Prefeitura de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, decretou a flexibilização de algumas restrições contra a covid-19 nesta quinta-feira (30). Dentre elas, está permitida a circulação de pessoas sem o uso da máscara, com um metro de distanciamento, nas orlas das praias. As medidas passam a valer nesta sexta (1º).

Além das praias, a redução do distanciamento para um metro valerá para bares e restaurantes. Esses estabelecimentos terão horário de funcionamento ampliado para as 2h da manhã. Também foi liberada a abertura de casas noturnas e boates, com até metade capacidade de público, mediante apresentação do passaporte de vacinação.

Outras flexibilizações

A população de Niterói poderá, ainda, fazer eventos em ambientes abertos e casas de festas podem funcionar com até 70% da capacidade de público.

O horário de funcionamento dos parques e praças será estendido até as 18h, mas permanece o limite de capacidade nos espaços. O Campo de São Bento completou, na quarta-feira (29), um milhão de visitantes desde o início do ano. No local, o acesso permanecerá limitado a 4.500 pessoas por vez, assim como no Horto do Fonseca, com dois portões fechados em outubro.

De acordo com a secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, o Campo de São Bento voltará a funcionar com os quatro portões abertos em novembro. Já no Horto do Barreto, o limite de pessoas por vez também é de 1.100 pessoas.

Museu de Arte Contemporânea exige passaporte de vacinação para visitantes

Museu de Arte Contemporânea exige passaporte de vacinação para visitantes

Reprodução/Prefeitura de Niterói

Teatros, bibliotecas e museus, como o Museu de Arte Contemporânea, exigirão comprovante de vacinação.

Condições para flexibilização

Segundo a administração municipal, o decreto faz parte da primeira fase de flexibilização da cidade. Dividido em três fases, o plano passou pelo avaliação do comitê científico de Niterói e inclui uma lista de ações até janeiro de 2022.

As mudanças consideram a taxa de mais de 70% dos maiores de 12 anos com esquema vacinal completo. A Prefeitura de Niterói informou que as medidas podem ser revistas a qualquer momento, dependendo da evolução da pandemia e das variantes, como a Delta.

"Apesar dos avanços muito importantes, a pandemia não está totalmente vencida. É preciso manter o cuidado e atenção para nos protegermos", destacou o prefeito de Niterói, Axel Grael.

O município ressaltou que mantém a busca ativa por pessoas a partir de 12 anos que ainda não tomaram a primeira dose da vacina, além da aplicação da segunda dose. Gestantes, lactantes e puérperas contam com prioridade em três postos de vacinação.

Dose de reforço

Pelas redes sociais, o prefeito Axel Grael afirmou que acelerou a vacinação para que todos acima de 60 anos recebam a dose de reforço até o dia 31 de outubro.

Assim como na capital, a Prefeitura de Niterói começa a aplicar a dose de reforço contra a covid-19 nos profissionais de saúde, a partir de segunda-feira (4). Os primeiros a receberem a dose de reforço serão aqueles que tomaram a segunda dose da vacina antes de 11 de fevereiro. 

Profissionais da saúde receberão dose de reforço

Profissionais da saúde receberão dose de reforço

Reprodução/Prefeitura de Niterói

O calendário se estenderá até o dia 22 de outubro e foi dividido por ordem de conclusão da imunização. Este é um dos primeiros grupos a terem a vacina aplicada na cidade, junto com as pessoas acima de 90 anos e idosos em instituições de longa permanência.

Para receber a dose de reforço, o profissional de saúde precisa levar o comprovante de vínculo com unidades públicas ou particulares de Niterói, além da identidade, CPF e comprovante de que recebeu a primeira e a segunda dose.

Além desse novo grupo, idosos com mais de 70 anos que receberam a segunda dose há mais de três meses e pessoas com alto grau de imunossupressão, de qualquer idade, que tenham tomado a segunda dose há pelo menos 28 dias, seguem recebendo a dose de reforço. 

De acordo com a lista divulgada pelo Ministério da Saúde, poderão se vacinar pessoas com imunodeficiência primária grave, quimioterapia para câncer, transplantados de órgão sólido ou de células tronco.

Calendário da dose de reforço para profissionais de Saúde:

04/10 - Profissionais que receberam a segunda dose antes de 11/02

05/10 - Profissionais que receberam a segunda dose antes de 12/02

06/10- Profissionais que receberam a segunda dose antes de 18/02

07/10- Profissionais que receberam a segunda dose antes de 19/02

08/10- Profissionais que receberam a segunda dose antes de 23/02

Calendário para a dose de reforço em idosos com três meses da segunda dose:

01/10 - a partir de 78 anos

02/10 - Repescagem

04/10 - a partir de 77 anos

05/10 - a partir de 76 anos

06/10 - a partir de 75 anos

07/10 - a partir de 74 anos

08/10 - a partir de 73 anos

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas