Novo Coronavírus

Rio de Janeiro Número de mortes em casa dobrou com a pandemia, aponta Fiocruz

Número de mortes em casa dobrou com a pandemia, aponta Fiocruz

Segundo o levantamento, um dos motivos seria o medo da população em ir aos hospitais por conta do novo coronavírus

Estudo analisou os meses de abril e maio

Estudo analisou os meses de abril e maio

Erasmo Salomão/Ministério da Saúde/Divulgação

Um estudo feito pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) apontou que o número de mortes em casa dobrou durante os meses de abril e maio, em comparação ao mesmo período dos últimos dois anos. Segundo o levantamento, um dos motivos seria o medo da população em ir aos hospitais por conta do novo coronavírus.

Na categoria “doenças infecciosas e parasitárias”, que incluem a covid-19, as mortes cresceram 785% em unidades de saúde e 598% em domicílios.

Leia mais: Rio: casos de covid-19 podem ser 62 vezes maiores na Rocinha

No entanto, de acordo com o estudo, o aumento de mortes fora dos hospitais também se deve a elevação dos óbitos por doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas, como diabetes, que cresceu 109% .

De acordo com a SES (Secretária de Estado de Saúde), a rede hospitalar do estado registrou, desde o início da pandemia, a menor taxa de ocupação nesta terça-feira (07). As enfermarias estão com 51% das unidades ocupadas e as UTIs estão com 36%.

Após a diminuição, a SES fechou 44 leitos no Instituto Estadual do Cérebro, no centro do Rio, além de desativas outros 77 no hospital Estadual de Anchieta, na zona norte.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya

Últimas