Caso Henry

Rio de Janeiro Pais de Henry tiveram casamento conturbado, diz defesa da mãe

Pais de Henry tiveram casamento conturbado, diz defesa da mãe

Segundo a defesa do casal Monique Medeiros e Dr. Jairinho, o pai de Henry teria dito que se mataria caso houve uma separação

  • Rio de Janeiro | Rafael Nascimento, do R7 *

As investigações sobre o caso do menino Henry Borel, de 4 anos, que morreu no último (8), seguem na 16ª DP (Barra da Tijuca), zona oeste do Rio. A avó materna da criança foi ouvida nesta quarta-feira (24) em um depoimento que durou quase 6 horas.

O advogado do pai de Henry acredita que as investigações estão na fase final

O advogado do pai de Henry acredita que as investigações estão na fase final

Reprodução/ Record TV

Segundo o advogado, André França Barreto, que defende a mãe de Henry, Monique Medeiros, e o padrasto da criança, o vereador Dr. Jairinho, a Polícia questionou a avó materna, principalmente, sobre a relação de Monique com pai da vítima, o engenheiro Leniel Borel de Almeida.

André Barreto afirmou que o relacionamento era conturbado e que na ocasião do divórcio haviam muitas brigas. Ele ainda declarou que Leniel teria dito que se mataria caso houvesse uma separação.

Cerca de 15 pessoas já prestaram depoimentos. Eram esperados também nesta quarta-feira (24), as declarações do porteiro do prédio onde Henry morava com a mãe e a babá da criança. Eles ainda são aguardados para prestar esclarescimentos.

Relembre o caso

Henry morreu na madrugada do último dia 8, após ser encontrado desacordado no apartamento onde morava com a mãe, Monique Medeiros e o namorado dela, o vereador Dr. Jairinho. A mãe e o padastro o levaram para um hospital particular, mas a criança já chegou sem vida ao local, de acordo com as pediatras que atenderem o menino.

O laudo do IML (Instituto Médico Legal) aponta como causa da morte múltiplas lesões ocasionadas por ação contundente.

Rio: Suposto juiz causa confusão ao exigir que mulher seja vacinada

O advogado do pai de Henry, Leonardo Barreto, afirmou nesta quinta-feira (25) durante entrevista ao Balanço Geral RJ, da Record TV Rio acreditar que as investigações estão na fase final e que o delegado responsável pelo caso já tem indicíos o suficiente para dar voz de prisão aos suspeitos, a mãe e o padastro de Henry, de acordo com o advogado.

*Estagiário do R7 sob supervisão de PH

Últimas