Rio de Janeiro Passageira denuncia assédio de motorista durante corrida no Rio

Passageira denuncia assédio de motorista durante corrida no Rio

Caso foi registrado na Delegacia da Mulher de Jacarepaguá. Uber afirmou que condutor teve conta desativada na plataforma

Passageira registrou o caso na Delegacia da Mulher

Passageira registrou o caso na Delegacia da Mulher

Divulgação/Polícia Civil

Uma passageira denunciou nas redes sociais o assédio de um motorista de aplicativo durante uma corrida no Rio. A vítima procurou nesta sexta-feira (7) a Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, na zona oeste, onde o caso foi registrado como importunação sexual.

Rafaela Luccas disse que, além de usar palavras de baixo calão, o condutor do veículo fez relatos obscenos e chegou a apertar a perna dela em um momento durante o trajeto da casa até o trabalho, que durou pouco mais de uma hora, na última quinta (6).

Constrangida e com medo, ela repassou as informações sobre a placa do carro e dados do motorista a um amigo e pediu que ele a aguardasse no destino final.

Após o ocorrido, a passageira fez uma publicação nas redes sociais com o objetivo de dar um alerta e evitar que outras mulheres passem pela mesma situação.

"Fiquei tão chocada na hora, mas tentei ficar calma porque tinha medo de que ele me levasse para outro lugar", disse a jovem.

Em um vídeo, Rafaela ainda respondeu a uma versão que o motorista teria apresentado, na qual teria alegado que partiu dela a conversa com teor sexual. "Você deveria saber que toda corrida é gravada. Então, tudo o que você falou é fácil desmentir", afirmou na postagem. 

Em nota, a Uber informou que o motorista teve a conta desativada da plataforma e que se pôs à disposição para colaborar com as autoridades no curso das investigações.

A empresa disse ainda que repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e que promove campanhas contra assédios.

Procurada, a Polícia Civil afirmou que as investigações estão em andamento e que a delegacia especializada trabalha para identificar outras possíveis vítimas e elementos que ajudem a esclarecer o caso.

Últimas