PM do Rio prendeu 25 pessoas e apreendeu 14 armas no Réveillon

Não foram registradas ocorrências graves nas áreas de festa; operação mobilizou mais de 15 mil policiais militares e cerca de duas mil viaturas 

Guarda Municipal deteve 10 pessoas durante operação

Guarda Municipal deteve 10 pessoas durante operação

Prefeitura Rio/Divulgação

A Polícia Militar informou hoje que das 6h da manhã de terça-feira (31) até a manhã desta quarta-feira (1°) prendeu 25 pessoas e apreendeu 14 armas de fogo durante a Operação Réveillon que mobilizou mais de 15 mil policiais militares e cerca de duas mil viaturas para atuar nas comemorações do Ano Novo em todo o Estado. A corporação informou ainda que ao todo atenderam 1.086 casos, mas que “não houve ocorrências de vulto ou grandes proporções nas áreas de festa”.

Com 1,7 milhão de turistas, Rio bate recorde no réveillon 2020

Guarda Municipal

Já a Guarda Municipal do Rio deteve dez pessoas, sendo seis adolescentes e um adulto com mandado de prisão, em ocorrências de furtos de celular e de cordão, tentativa de furto, estelionato e agressão durante a Operação Réveillon 2020 na praia de Copacabana.

A equipe do Grupamento Especial de Praia e Marítimo retirou 135 barracas de camping e registrou seis casos de crianças perdidas na areia, além de orientar 50 pessoas, ciclistas e patinadores sobre o uso da ciclovia e da área de lazer. Em ação preventiva realizada na orla, guardas municipais da equipe lúdica do Grupamento de Ronda Escolar fizeram a identificação de 1.300 crianças com pulseiras, para facilitar na localização dos pais ou responsáveis caso se perdessem durante o evento. A equipe ainda distribuiu 800 ventarolas educativas, em parceria com o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e a FIA (Fundação para a Infância e Adolescência).

Os agentes de trânsito da Guarda Municipal registraram 920 infrações em toda a cidade no dia 31 de dezembro, sendo aplicadas 186 multas somente em Copacabana. As equipes atuaram com foco nos pontos de bloqueio e na fiscalização do estacionamento irregular nas principais vias do bairro.

Ordem Pública

A Seop (Secretaria Municipal de Ordem Pública) realizou uma grande operação na areia da praia de Copacabana e em outros pontos de grande concentração de público. De acordo com o secretário de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, o Viradão da Ordem Pública foi uma novidade para auxiliar o Réveillon.

"Percorremos, sem parar, 24 horas por dia, a orla e outros pontos de grande movimento, como Rodoviária Novo Rio, Aeroporto Santos Dumont e regiões de festejo. O objetivo foi buscar oferecer condições para que moradores e visitantes da nossa Cidade Maravilhosa aproveitem ao máximo a passagem para 2020. A ação é de ordenamento preventivo: planejada para acontecer antes, durante e depois da Festa da Virada, pois só ira terminar na manhã de sexta (3)”, disse.

Depósitos na areia

Durante a madrugada, a operação ainda se concentrou na busca por estruturas (como barracas e cadeiras) estocadas nas areias das praias por barraqueiros e ambulantes. Ao todo, 813 cadeiras foram apreendidas – a maioria deixada à noite na praia, o que é proibido pelo Código de Posturas municipal. Técnicos da Secretaria Municipal de Fazenda realizaram, até agora, 30 autuações, 90 orientações e duas notificações em 104 fiscalizações do comércio ambulante e geral.