Rio de Janeiro PMs estavam em festa alvo de ação que interrompeu live, diz delegado

PMs estavam em festa alvo de ação que interrompeu live, diz delegado

Três soldados, que portavam armas da corporação, serão intimados a prestar depoimento. PM diz aguardar informações da Polícia Civil para se manifestar

  • Rio de Janeiro | Isabela Afonso, do R7*

Grupo de policiais entrou na live do grupo Aglomerou

Grupo de policiais entrou na live do grupo Aglomerou

Reprodução

Três soldados da Polícia Militar estavam em uma festa com a presença de milicianos em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, no último domingo (26), que foi alvo de uma ação Polícia Civil e interrompeu uma transmissão ao vivo do grupo Aglomerou nas redes sociais.

Segundo o delegado Moyses Santana, da DHBF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense), os PMs estavam com armas da corporação no evento. Os militares serão intimados a prestar depoimento nos próximos dias sobre o caso.

Inicialmente, os policiais militares vão responder por violação de medida sanitária devido à pandemia e serão oficiados pela Corregedoria da Polícia Militar.

Leia mais: RJ: “Muito surpreso”, diz vocalista de grupo que teve live interrompida

Procurada, a PM disse que aguarda informações da Polícia Civil para se manifestar. 

De acordo com os investigadores, as pessoas presentes na festa foram revistadas. O delegado disse que grande parte dos homens tinha antecedentes criminais por crimes como roubo, tráfico de drogas e associação criminosa, mas nenhum com mandado de prisão em aberto.

Santana afirmou que a mulher que se apresentou como organizadora do evento foi levada à delegacia, mas não colaborou com a polícia na identificação das pessoas que estavam no local. 

"Os vídeos nos ajudaram a identificar que um dos homens armados é o namorado dela. Ela que disse que não sabia o nome dele, mas já está identificado, aparece portando duas pistolas em sua cintura”, afirmou o delegado. 

O caso

A DHBF obteve informações, por meio do setor de inteligência, que uma festa em Angra dos Reis tinha a presença de homens armados e foragidos da Justiça.

Com o apoio da Core (Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais), os agentes fizeram um reconhecimento do local com uma viatura descaracterizada.

Segundo a Polícia Civil, ao invadir a casa que promovia o evento, uma parte da equipe também entrou na residência ao lado, onde ocorria a live do grupo Aglomerou, deixando os integrantes surpresos e apavorados. 

Ainda de acordo com os agentes, duas pessoas armadas fugiram durante a operação, e uma delas disparou contra os policiais. Houve troca de tiros. Até o momento, ninguém foi preso .

Assista ao vídeo: 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas