Rio de Janeiro Polícia aponta que carro roubado e com placa clonada bateu em BRT

Polícia aponta que carro roubado e com placa clonada bateu em BRT

Delegacia procura suspeito que fugiu do local do acidente em Guaratiba, na zona oeste do Rio

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*

A Polícia Civil confirmou que o veículo que provocou o acidente com um BRT na noite de quarta-feira (10) é roubado e estava com uma placa clonada da cidade de Santo André, em São Paulo. A batida ocorreu na estação Mato Alto, em Guaratiba, zona oeste do Rio de Janeiro, e deixou uma mulher morta e mais de 40 passageiros feridos. 

"Achei que ia pegar fogo", diz passageiro sobre acidente no BRT

Acidente deixou morto e feridos

Acidente deixou morto e feridos

Whatsapp/Record TV Rio

O motorista, que fugiu do local do acidente, ainda não foi identificado. Segundo testemunhas, ainda estavam no carro uma mulher e duas crianças, que também não foram localizados.

O caso é investigado pela 43ª DP (Guaratiba). Os agentes já solicitaram imagens de câmeras de segurança da região na tentativa de esclarecer as circunstâncias do crime.

Quando for encontrado, o motorista deve responder por lesão corporal e homicídio culposo (quando não há intenção de matar), agravado pela fuga do local do acidente.

De acordo com testemunhas, o acidente ocorreu quando o carro de passeio invadiu a pista do BRT. Sem conseguir frear, o coletivo tombou após se bater contra o automóvel.

A única vítima fatal foi a passageira Eliana Carvalho, de 40 anos, que trabalhava em uma escola e voltava para casa na hora do acidente. 

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas