Tragédia no Flamengo
Rio de Janeiro Polícia Civil abre inquérito para investigar incêndio no CT do Fla

Polícia Civil abre inquérito para investigar incêndio no CT do Fla

Treze atletas e três funcionários do clube prestaram depoimento na tarde desta sexta-feira (8)

Polícia Civil abre inquérito para investigar incêndio no CT do Fla

Imagens de câmeras do CT foram solicitadas pela Polícia Civil

Imagens de câmeras do CT foram solicitadas pela Polícia Civil

Reprodução / Twitter @Flamengo

A Polícia Civil abriu um inquérito na 42ª DP, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio, para apurar as causas do incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, que vitimou dez atletas e deixou outros três feridos.

Veja quem são as vítimas da tragédia no CT do Flamengo

Treze atletas e três funcionários do clube prestaram depoimento na tarde desta sexta-feira (8).  Uma perícia também foi realizada no local.

A SEPOL (Secretaria de Estado de Polícia Civil) informou que irá requisitar ao Corpo de Bombeiros e à Prefeitura do Rio a documentação referente ao funcionamento das instalações do Centro de Treinamento do Flamengo. Imagens de câmera de segurança do CT também foram solicitadas ao clube.

Clube formador

No ano de 2015, o Flamengo recebeu da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) o certificado de clube formador. O título é para proteger os clubes caso atletas menores de 16 anos se transfiram para outro time, mas para isso, o clube precisa cumprir uma série de exigências no trabalho feito com a categoria de base, como garantir acesso à escola, assistência psicológica, odontológica e que o adolescente ou jovem tenha convívio com sua família.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Celso Fonseca