Carnaval 2017

Rio de Janeiro Polícia indicia quatro pessoas por acidente com alegoria da Paraíso do Tuiuti

Polícia indicia quatro pessoas por acidente com alegoria da Paraíso do Tuiuti

Nesta segunda, delegacia ouve representantes da Tijuca sobre segundo acidente na Sapucaí

Carro perdeu o controle e atingiu cerca de 20 pessoas na avenida

Carro perdeu o controle e atingiu cerca de 20 pessoas na avenida

Cacau Fernandes / Agência O Dia

A Polícia Civil do Rio indiciou quatro pessoas pelo acidente com o carro alegórico da escola de samba Paraíso do Tuiuti. Segundo a assessoria da corporação, foram indiciados o diretor de Carnaval, o diretor de alegoria, o motorista do carro e o engenheiro responsável pela alegoria. O caso está sendo investigado pela delegacia da Cidade Nova (6ª DP). Eles vão responder pelo artigo 303 do código de trânsito - praticar lesão corporal culposa (sem intenção) na direção de veículo automotor.

Na semana passada, os responsáveis pela escola de samba prestaram depoimento à Polícia Civil para tentar esclarecer o que provocou o acidente com a alegoria durante o desfile no domingo (26). Peritos da Polícia Civil também fizeram a reconstituição do acidente no Sambódromo. A alegoria já passou por duas perícias. Uma análise preliminar logo após o desfile, com o carro ainda na dispersão, não encontrou falhas mecânicas. Uma segunda perícia feita no dia seguinte, constatou que uma roda do carro estava quebrada.

A polícia já ouviu o condutor da alegoria, o motorista Francisco de Assis Lopes, de 53 anos. Em depoimento, Francisco disse que uma das rodas móveis do carro, conhecida como roda maluca já apresentava problema no início da avenida.

O carro apresentou problemas para fazer a curva entre a avenida Presidente Vargas e a Sapucaí. Quando conseguiu entrar na avenida, a alegoria deslizou para a lateral e quase atingiu a grade de proteção. Os componentes da escola tentaram voltar com o carro para o centro da avenida, foi quando ele perdeu o controle e deslizou, batendo e imprensando pessoas na lateral esquerda. Ao todo, 20 pessoas ficaram feridas e 12 foram levadas ao hospital.

Unidos da Tijuca

Nesta segunda-feira (6), a Polícia Civil ouve o presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta, e o diretor responsável pela empresa de manutenção da alegoria. Após a queda de parte da alegoria da escola, 20 pessoas foram atendidas na sapucaí, das quais quatro foram levadas para o hospital.

Últimas