Rio de Janeiro Polícia investiga furto de 200 doses de vacina em São João de Meriti (RJ)

Polícia investiga furto de 200 doses de vacina em São João de Meriti (RJ)

Vinte frascos do imunizante CoronaVac sumiram de posto de saúde; Dezesseis funcionários foram afastados para investigação

A Polícia Civil investiga o roubo de 200 doses da vacina CoronaVac, contra a covid-19, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O furto ocorreu na tarde da última terça-feira feira (13), na unidade de saúde da Vila Jurandir, no bairro de mesmo nome.

200 doses de vacina contra covid-19 foram furtadas

200 doses de vacina contra covid-19 foram furtadas

Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Secretaria de Saúde do município informou que, ao constatar o desaparecimento dos 20 frascos, que totalizam 200 doses, abriu boletim de ocorrência junto à 64ª DP (Vilar dos Teles). Segundo a pasta, toda a equipe de vacinação na unidade, composta por 16 pessoas, foi afastada, para investigação criminal e administrativa do caso.

O prefeito do município, Dr. João Ferreira Neto, determinou que a Procuradoria Geral do Município abra um inquérito administrativo interno para apurar o que ocorreu.  Após a conclusão do inquérito policial, os culpados serão exonerados.

Em nota, a Polícia Civil declarou que apura os fatos e que os agentes ouviram testemunhas e realizam diligências para esclarecer o caso.

No Balanço Geral, da Record TV Rio, a secretária de Saúde da cidade, Dra. Márcia Lucas, reforçou a importânia de que a população não aceite vacinas não oficiais, uma vez que, ao serem roubadas, não há garantia de armazenamento correto das doses, o que compromete a imunização. Além disso, o indivíduo não recebe a salvaguarda da segunda dose, necessária para a proteção completa.

São João de Meriti é o município da Baixada Fluminense com maior número de vacinados contra covid-19. Cerca de 60 mil pessoas receberam a primeira dose de imunização na cidade.

Roubo de vacina em São Gonçalo

Técnica guardou vacina em garrafa d'água

Técnica guardou vacina em garrafa d'água

Reprodução/Record TV Rio

Também na última terça, uma técnica de enfermagem foi presa por roubar uma dose de vacina em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. A mulher, de 46 anos, foi flagrada por agentes do Programa São Gonçalo Presente com o imunizante Coronavac dentro de uma garrafa d’água, que ela pretendia aplicar a vacina em seu marido.

A técnica teria reunido resquícios de frascos com o imunizante, que servem como uma margem de segurança em cada dose. No entanto, ela teria feito isso com o consentimento de uma coordenadora do posto de saúde. Por essa razão, as duas foram afastadas e podem ser exoneradas do serviço público.

Segundo informações do programa São Gonçalo Presente, os agentes suspeitaram do comportamento da técnica, muito nervosa, saindo do posto em uma moto. Ao ser abordada, eles encontraram a garrafa e a encaminharam para a 73ª DP (Neves).

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas