Rio de Janeiro Polícia investiga suspeita de fingir ter câncer para arrecadar doações

Polícia investiga suspeita de fingir ter câncer para arrecadar doações

Mulher de 30 anos conseguiu arrecadar cerca de R$ 50 mil e negou que esteja mentindo 

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Adriana Rezende e Renata Loures, da Record TV

A Polícia Civil do Rio investiga uma mulher de 30 anos suspeita de fingir ter câncer e uma doença crônica rara para pedir doações pelas redes sociais. Ela conseguiu arrecadar cerca de R$ 50 mil e admitiu já ter gasto o dinheiro. No entanto, nega que esteja mentindo. 

Mulher postava vídeos nas redes sociais

Mulher postava vídeos nas redes sociais

Record TV Rio

Em entrevista ao Cidade Alerta RJ, o delegado Reginaldo Guilherme, que investiga o caso, confirmou ter ouvido testemunhas que disseram ter conversado com médicos que negaram que a mulher esteja doente. O delegado chamou a suspeita de "artista" e afirmou já ter solicitado os documentos para comprovar a farsa.

Segundo Reginaldo Guilherme, a investigação começou depois que um psiquiatra esteve na delegacia ao descobrir que o CRM dele estava sendo ligado ao caso, sendo que ele não poderia atestar que a mulher estava com câncer. 

A Record TV Rio apurou ainda que a suspeita é servidora aposentada do município. A professora foi aposentada por invalidez. Apesar de o motivo não ter sido divulgado, não há relação com a doença que ela alega ter, segundo a prefeitura, nos vídeos publicados nas redes sociais.

Últimas