Rio de Janeiro Polícia prende líder da ocupação em terreno da Petrobras em Itaguaí

Polícia prende líder da ocupação em terreno da Petrobras em Itaguaí

Informação foi confirmada pelo próprio responsável pela invasão, Erik Vermelho, de 53 anos

  • Rio de Janeiro | Rafael Nascimento do R7 *, com Record TV Rio

Ação de policiais militares na ocupação de famílias desabrigadas no terreno em Itaguaí

Ação de policiais militares na ocupação de famílias desabrigadas no terreno em Itaguaí

Reprodução/Record TV Rio

O líder da ocupação em um terreno da Petrobras, desmobilizada nesta quinta-feira (1º), na avenida rua Deputado Octávio Luis Cabral, em Itaguaí, na Baixada Fluminense, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta sexta (2). A informação foi confirmada pelo próprio responsável pela invasão, Erik Vermelho, como é conhecido Wellington Moreira da Silva, de 53 anos.

Erick foi localizado no Ciep 300 (Centro Integrado de Educação Publica), em Itaguaí, onde está grande parte das famílias retiradas do terreno. Ele foi levado para a 50ª DP (Itaguaí). Dezenas de pessoas que participaram da ocupação fazem manifestação pela liberdade do líder comunitário na porta da delegacia. 

Em nota, a Polícia Civil afirmou que a prisão em flagrante ocorreu por suspeita de esbulho possessório (retirada de um bem de forma irregular), desobediência, parcelamento indevido de solo urbano e associação criminosa. 

O mandado de reintegração de posse foi expedido pela 2ª Vara Cível de Itaguaí e cumprido pela Polícia Militar.

Ocupação

Inicialmente, houve tentativas de negociação para que as famílias, que ocuparam o terreno e construíram barracos de madeira, deixassem a área, mas as tratativas não avançaram. Moradores fizeram uma barreira na entrada da ocupação e colocaram fogo em madeiras e em alguns barracos. A polícia lançou jatos d'água para dispersão e evitar a propagação do fogo nas casas, que são muito próximas umas das outras.

Os policiais usaram também bombas de efeito moral e conseguiram entrar no terreno. Houve correria entre os moradores e surgiram novos focos de incêndio na parte de trás do terreno.

Petrobras

Em nota, a Petrobras informou que para o cumprimento da ordem judicial, forneceu kits com álcool em gel e máscara, transporte até três rodoviárias próximas ao município de Itaguaí, serviço de armazenamento e guarda de bens em depósito contratado pela própria companhia.

A empresa explicou ainda que preparou apoio para os moradores. “Foram providenciados cobertores, alimentação e colchonetes para atender às pessoas que ficarão temporariamente em abrigos disponibilizados pela prefeitura”, completou a empresa em comunicado.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Raphael Hakime

Últimas