Rio de Janeiro Polícia prende nove suspeitos de envolvimento com milícia no RJ

Polícia prende nove suspeitos de envolvimento com milícia no RJ

Agentes da força-tarefa da Civil realizaram operações contra grupo paramilitar que atua em Itaguaí e Seropédica. Matador da quadrilha também foi detido

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (22) nove pessoas suspeitas de envolvimento com as milícias que atuam em Itaguaí e em Seropédica, na Baixada Fluminense. Segundo a instituição, as áreas são de domínio de Ecko e Tandera - ambos foragidos da Justiça.

Polícia apreende fuzis usados em ação que matou neto de sambista

Dentre os nove presos, os agentes da força-tarefa da Polícia Civil encontraram Cova Rasa, suspeito de ser o assassino do grupo. De acordo com informações do delegado responsável pela operação, Felipe Curi, o matador atuava tanto em Itaguaí quanto em Seropédica.

Uma central de internet da milícia também foi fechada pela Polícia Civil, em Seropédica. Segundo levantamento da instituição, cerca de 5 mil pessoas eram assinantes do serviço na cidade.

O grupo também é investigado por cobranças irregulares de taxas de segurança, comercialização de TV a cabo ilegal, venda de botijões de água e gás, grilagem para a construção de casas e venda de terrenos, contrabando, lavagem de dinheiro e outras atividades ilícitas.

Em nota, a Polícia Civil informou que, pelo menos, sete delegacias participaram das investigações e das ações desta quinta.

Justiça manda bloquear bens de Cristiane Brasil e Pedro Fernandes

Força-tarefa para as eleições

A Polícia Civil montou uma força-tarefa para atuar na Baixada Fluminense durante as eleições de 2020. O objetivo do projeto é tornar o período de campanha para o pleito seguro. Em menos de uma semana, pelo menos, 17 milicianos foram mortos em ações da força-tarefa na região.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas