Rio de Janeiro Polícia prende suspeito de matar funcionário de multinacional no Rio

Polícia prende suspeito de matar funcionário de multinacional no Rio

Thor, como é conhecido, teria cometido o crime após receber R$ 10 mil da esposa da vítima que queria o seguro de vida do marido, Wagner Franco

Thor foi preso em comunidade da Taquara, na zona oeste

Thor foi preso em comunidade da Taquara, na zona oeste

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (27) um homem suspeito de assassinar um gerente de uma multinacional, na comunidade do Sapê, na Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro. Conhecido como Thor, o suposto assassino também teria envolvimento com um grupo miliciano que atua no Recreio dos Bandeirantes.

De acordo com as investigações, Thor seria o responsável por matar Wagner Franco e, em seguida, levar o corpo para Rio das Ostras, na Região dos Lagos. O corpo do gerente da multinacional foi encontrado em fevereiro de 2019.

A esposa de Wagner foi presa há pouco mais de um mês acusada de ser a mentora do crime. Segundo a Polícia Civil, a suspeita teria pago R$ 10 mil a Thor para matar o marido e, assim, conseguir o seguro de vida empresarial estimado em R$ 200 mil.

A dupla teria se conhecido no consultório dentário da esposa de Wagner, na comunidade do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes. As investigações apontam que o primeiro encontro teria ocorrido quando o suposto miliciano foi ao local para cobrar a “taxa de segurança”.

Em nota, a Polícia Civil informou que Thor responderá por homicídio e ocultação de cadáver de Wagner, além da acusação de integrar um grupo miliciano.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya

Últimas