Rio de Janeiro Prefeitura de Niterói autoriza volta às aulas em escolas particulares

Prefeitura de Niterói autoriza volta às aulas em escolas particulares

Decisão determina retorno a partir da próxima segunda-feira (1º). Rede pública retoma atividades em 25 de março

A Prefeitura de Niterói autorizou o retorno das aulas em instituições particulares de ensino a partir da próxima segunda-feira (1º). O plano de retomada às aulas foi apresentado pelo secretário municipal de Educação, Vinicius Wu, e a decisão foi publicada no Diário Oficial do município nesta sexta-feira (29).

Aulas na rede particular voltam a partir de segunda-feira (1º)

Aulas na rede particular voltam a partir de segunda-feira (1º)

Reprodução/Record TV Rio

As escolas devem seguir as medidas contra a covid-19 definidas no protocolo sanitário elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde/Fundo Municipal de Saúde de Niterói, tais como distanciamento social de 1,5 metro; higienização dos ambientes; uso de máscaras e álcool em gel; entre outras.

Leia também: Rio anuncia volta presencial facultativa às aulas no município

Já o retorno das atividades em escolas públicas da rede municipal está previsto para o dia 25 de março, no início do ano letivo, também com o cumprimento de regras contra a disseminação do novo coronavírus.

O secretário explicou que, para a rede pública, serão avaliados dois cenários possíveis: o ensino 100% remoto e o ensino híbrido, que mescla atividades presenciais e remotas.

Segundo a decisão publicada no DO, a retomada será fiscalizada pelo sistema de vigilância e monitoramento escolar, responsável por coordenar as ações de vigilância e saúde em Niterói. O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, afirmou que qualquer caso suspeito de covid-19 deve ser notificado para que providências sejam tomadas rapidamente.

"Este comunicado dispara a avaliação da unidade de saúde, da equipe de vigilância epidemiológica e a orientação dos processos para que a gente, primeiro, confirme esse caso. Se não for confirmado, há o retorno à vida normal na escola. Se for confirmado, haverá o rastreio de contato e a testagem de todos os contatos para que a gente consiga segurar a transmissão do vírus", explicou Rodrigo.

A determinação diz ainda que a FME (Fundação Municipal de Educação) vai realizar o treinamento dos servidores públicos, além de "apoio logístico, municiamento dos equipamentos e demais medidas preventivas".

Leia também: Covid-19: Rio segue com risco alto em todas as regiões administrativas

O R7 tentou contato com o Sinepe-RJ (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro) e o Sinpro Niterói e Região (Sindicato dos Professores de Niterói e Região), mas não obteve resposta. O espaço permanece aberto para manifestação.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas