Rio de Janeiro Rio altera calendário de vacinação pediátrica devido à falta de doses

Rio altera calendário de vacinação pediátrica devido à falta de doses

Até sábado (22), haverá repescagem para meninos e meninas de 11 anos e crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidade

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola*, do R7

A Prefeitura do Rio anunciou, nesta terça-feira (18), uma alteração no calendário de vacinação pediátrica contra a Covid-19 por causa da falta de doses do imunizante. De quarta-feira (19) a sábado (22), a capital vai realizar repescagens para meninos e meninas de 11 anos e para crianças entre 5 e 11 anos com comorbidade ou deficiência.

Novo calendário de vacinação

Novo calendário de vacinação

Reprodução/Prefeitura do Rio

Antes, estava previsto que a campanha avançaria para o grupo de 10 anos de idade nesta primeira semana de vacinação infantil contra a Covid-19.

“Até sábado (22), as unidades de saúde e demais pontos de vacinação seguem aplicando o imunizante em meninas e meninos de 11 anos, bem como em crianças de 5 a 11 anos com deficiência e/ou comorbidades, independentemente da idade, desde que dentro dessa faixa etária”, informou a SMS em um comunicado.

Hoje, algumas unidades de saúde já registraram falta de imunizantes. Procurada, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) disse que realizou um remanejamento para suprir a demanda dos pontos de vacinação que estão com poucas doses.

A pasta também informou que vai realizar a retirada de um novo lote com mais 33 mil doses que chegaram, na manhã desta terça-feira, ao Centro de Distribuição da Secretaria de Estado de Saúde.

A última atualização do painel da prefeitura registrou que 18.600 crianças já receberam a primeira dose do imunizante.

Vacinação na capital

Para receber a primeira dose pediátrica, a criança deve estar acompanhada de um dos pais ou responsável. É necessário levar um documento com foto e o CPF dos menores.

A vacina pediátrica aplicada é a da Pfizer, a fabricante do único imunizante autorizado para essa faixa etária no país.

Atualmente, a cidade do Rio de Janeiro tem cerca de 81,7% de sua população com o esquema vacinal completo contra a Covid-19. 

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas