Rio de Janeiro Rio: após morte de criança no Caju, armas de PMs são recolhidas para perícia

Rio: após morte de criança no Caju, armas de PMs são recolhidas para perícia

Corpo de Herinaldo Vinicius da Santana ainda está no IML e não há previsão de liberação

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Rede Record

Herinaldo estava brincando quando foi baleado por PM, diz família

Herinaldo estava brincando quando foi baleado por PM, diz família

Reprodução/Rede Record

As armas dos policiais militares que estavam trabalhando na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Caju, na quarta-feira (23), quando um menino foi baleado por um agente e morreu, foram recolhidas para realização de confronto balístico. A Polícia Civil, que investiga o caso, quer saber se a bala que matou Herinaldo Vinicius da Santana, de 11 anos, veio mesmo da arma de um policial. O resultado do teste deve sair em até 30 dias.

Herinaldo foi baleado na tarde desta quarta-feira (23) no Parque Alegria, comunidade do bairro do Caju. De acordo com moradores, o PM teria se assustado ao ver a criança que brincava em um beco da favela.

A coordenação da UPA da Maré informou que Herinaldo Vinicius deu entrada na unidade às 16h desta quarta-feira. Foram feitas manobras de ressuscitação, mas ele morreu às 16h30. O corpo do menino ainda está no IML (Instituto Médico Legal), e ainda não há previsão de quando será realizado o enterro.

Por meio de nota, a CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora) determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias da morte. A Polícia Civil investiga o caso e policiais da UPP Caju que patrulhavam o local onde o menino foi baleado serão afastados do serviço nas ruas.

Ele teria sido atingido no tórax por um tiro de fuzil. Um vídeo enviado à Record Rio mostra a criança no chão e moradores prestando socorro, levando-a para um carro (veja abaixo).

O trânsito na linha Vermelha foi fechado por cerca de 30 minutos, até por volta das 18h. O bloqueio havia sido feito pela Polícia Militar por questão de segurança, uma vez que moradores protestavam próximo à via. O mesmo aconteceu por volta das 18h10 na avenida Brasil — quando os dois sentidos da via foram fechados na altura da linha Vermelha.

Segundo as informações preliminares, a criança brincava perto de casa com um amigo, quando o PM se assustou, ao sair de um beco, e efetuou o disparo. Por volta das 17h40, moradores também se preparavam para uma manifestação na altura da passarela 3 da avenida Brasil.

Moradores gravam o socorro a menino baleado no Caju:

Últimas