Coronavírus

Rio de Janeiro Rio coleta sangue de voluntários para vacinação em Paquetá

Rio coleta sangue de voluntários para vacinação em Paquetá

População da ilha recebe primeira dose do imunizante neste domingo (20) para desenvolvimento de estudo

  • Rio de Janeiro | Da Agência Brasil

A prefeitura do Rio de Janeiro e a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) iniciaram, nesta quinta-feira (17), a coleta de sangue de voluntários que participarão do estudo PaqueTá Vacinada, em que toda a população da Ilha da Paquetá, na capital fluminense, será vacinada com o imunizante da Oxford/AstraZeneca contra a covid-19. A vacinação em massa está marcada para domingo (20), e será acompanhada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pela presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, e pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Voluntários participaram de estudo PaqueTá Vacinada

Voluntários participaram de estudo PaqueTá Vacinada

Tânia Rêgo/ Agência Brasil

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro explicou que a coleta de amostras de sangue servirá para uma análise comparativa da presença de anticorpos contra a covid-19 antes e depois da vacinação. Ao longo do estudo, os pesquisadores vão acompanhar os moradores para identificar o impacto da vacinação na saúde coletiva, o que inclui quem não pode tomar a vacina, como crianças e adolescentes.

Entre outros pontos que serão observados no estudo, estão eventos adversos da vacina, efetividade na primeira e na segunda dose e proteção contra variantes do SARS-CoV-2.

Localizada na Baía de Guanabara, a Ilha de Paquetá tem 4.180 moradores, dos quais 3.530 são maiores de 18 anos de idade cadastrados na Estratégia Saúde da Família. Até o fim de maio, foram aplicadas 2.923 doses da vacina contra a covid-19 pelo calendário do município para os grupos prioritários, sendo 1.853 primeira dose e 1.070 segunda dose.

Neste domingo, todo restante da população residente elegível será vacinado, o que exclui turistas.

Últimas