Coronavírus

Rio de Janeiro Rio confirma duas infecções pela variante Delta da covid-19

Rio confirma duas infecções pela variante Delta da covid-19

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, pacientes são dois homens, de 27 e 30 anos de idade

O Rio de Janeiro registrou dois casos de covid-19 pela variante Delta. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os infectados tratam-se de dois homens, de 27 e 30 anos, residentes dos bairros de Vila Isabel e Paquetá.

Rio registra casos de infecção por variante Delta

Rio registra casos de infecção por variante Delta

Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Após sequenciamento do vírus, uma síndrome gripal relacionada à variante Delta (B.1 617.2) foi identificada. De acordo com o secretário Municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, a variante já está presente em mais de 100 países. 

"A variante Delta do coronavírus já está presente em 104 países e a OMS acredita que ela será predominante no mundo. Hoje (14), na cidade do Rio de Janeiro, dois casos foram identificados com provável transmissão local", informou Soranz, pelas redes sociais.

Ainda conforme informações da SMS, a investigação epidemiológica está em curso pelas equipes da Vigilância em Saúde.

Em entrevista à Record TV Rio, o secretário disse que os pacientes já foram curados, mas que toda a possível cadeia de transmissão está sendo analisada. Isso significa que aproximadamente 20 pessoas que tiveram contato com essas duas pessoas podem ter sido infectadas.

Além disso, Soranz reforçou que, apesar de estudos apontarem menor potencial letal da variante Delta, ela é mais transmissível. 

Nesta quinta-feira (15), a vacinação contra a covid-19 no Rio é destinada aos homens com 38 anos e à repescagem para pessoas com deficiência permanente.

Restrições no Estado 

Em edição extra do Diário Oficial desta quarta, o Governo Estadual prorrogou as medidas restritivas para conter a pandemia, além de decretar a retomada do trabalho presencial para funcionários da administração púbica após 14 dias imunizados com as duas doses ou a dose única da vacina. 

Também deverão retornar às atividades presenciais aqueles que fazem parte dos grupos contemplados com a imunização, mas que optaram por não se vacinar. Segundo determinação, as secretarias e órgãos ficam responsáveis por organizar a retomada de seus colaboradores de acordo com as peculiaridades e projetos de cada pasta.

As atividades em casas de shows, boates e salões de dança permanecem suspensas, bem como a visitação de pacientes internados com a covid-19 nas redes pública e privada. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa 

Últimas