Novo Coronavírus

Rio de Janeiro Rio decreta horário para início de turno em empresas e indústrias

Rio decreta horário para início de turno em empresas e indústrias

Medida, publicada no Diário Oficial, tenta desafogar e evitar lotações em transportes públicos durante o surto do novo coronavírus na cidade

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Cariocas enfrentam ônibus lotados para ir ao trabalho

Cariocas enfrentam ônibus lotados para ir ao trabalho

Lucas Ferreira/R7 Rio/ 18.03.2020

A Prefeitura do Rio de Janeiro publicou nesta segunda-feira (6) no Diário Oficial do município um decreto que estipula o horário de entrada de funcionários dos setores comerciais e industriais. A medida tem como objetivo evitar aglomerações nos transportes públicos da cidade em ação de combate ao novo coronavírus.

Mesmo com isolamento, cariocas frequentam praia de Copacabana

O decreto determina que estabelecimentos exclusivos ou predominantemente comerciais devem iniciar os turnos a partir das 9h, enquanto empresas de ação exclusiva ou predominantemente industriais são obrigadas a ter horário de entrada antes das 6h.

Para o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, a medida se faz necessária uma vez que os empresários não adotaram voluntariamente um escalonamento de turnos que evitasse aglomerações nos transportes públicos.

“Todos os esforços feitos pela Guarda Municipal, Polícia Militar e pelos fiscais da SMTR-Rio (Secretaria Municipal de Transportes) se mostraram ainda insuficientes. Pensamos nesta opção desde o dia 13 de março, quando fizemos nossa primeira reunião de gabinete de crise. Mas por falta de implementação voluntária, passará a vigorar por força da lei.”

Desde o dia 17 de março é recomendado pelo poder executivo municipal que motoristas de ônibus do Rio de Janeiro não circulem com passageiros em pé. Entretanto, apesar de notar uma diminuição na lotação dos coletivos, cariocas ainda encontram aglomerações nos transportes públicos.

A capital do Estado tem 1.068 casos confirmados e 42 mortes por covid-19, segundo painel da Prefeitura do Rio de Janeiro. Os bairros que lideram o número de notificações são Barra da Tijuca, com 115, e Copacabana e Leblon, com 72.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas