Rio de Janeiro Rio é a 6ª capital do mundo que mais vacina contra covid-19

Rio é a 6ª capital do mundo que mais vacina contra covid-19

Dados do 28º Boletim Epidemiológico apontam diminuição em 26% de casos leves e 77% nos graves

Resumindo a Notícia

  • Registros de casos de covid-19 leves e graves diminuíram no último mês
  • Além dos dados de casos leves e graves, houve queda de 79% em óbitos
  • Previsão do término de vacinação no Rio é para novembro
  • Estado do Rio registra cinco casos de contaminação com variante Delta
Segundo a prefeitura, Rio é a 6ª capital do mundo que mais vacina contra covid-19

Segundo a prefeitura, Rio é a 6ª capital do mundo que mais vacina contra covid-19

Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio divulgou, nesta sexta-feira (16), o 28º Boletim Epidemiólogico da covid-19. Segundo o levantamento, o Rio é a sexta capital do mundo que mais vacina. Além disso, houve uma diminuição em 26% de casos leves, 77% nos graves e 79% em óbitos decorrentes da doença em um período de quatro semanas. 

Levantamento da Prefeitura aponta que Rio já vacinou 68% da população, atrás de Paris e Nova Iorque

Levantamento da Prefeitura aponta que Rio já vacinou 68% da população, atrás de Paris e Nova Iorque

Reprodução/Prefeitura do Rio

A letalidade do coronavírus continua em 6,3%. Na coletiva de impresa, o secretário municipal de Saúde disse que esta diminuição é surpreendente, tendo em vista o período de inverno.

"A gente estava esperando, na Prefeitura do Rio, um aumento de três vezes no número de casos de internações do que aconteceu nesse mês julho, então é uma ótima notícia. A gente ainda tem pessoas internadas gravemente por covid, não é momento de relaxar, mas [o levantamento] mostra que a vacina funciona", afirmou Daniel Soranz.

Seis regiões administrativas do município passaram de risco alto para moderado em comparação com o boletim anterior. Atualmente, são 22 região em risco alto e 11 em moderado. 

Em 2021, a cidade acumula um total de casos 167.069, sendo 29.763 graves. Além disso, já são 10.483 óbitos e 91,6% das pessoas entre 40 e 49 anos vacinadas com a 1ª dose ou dose única. 

Na semana que vem, o grupo com 60 anos ou mais já estará com o sistema vacinal completo no Rio. Ao todo, considerando os números até esta quinta-feira (15), são 3.460.320 pessoas vacinadas com a 1ª dose, 1.248.618 com 2ª dose e 135.128 com dose única.

A previsão do término de vacinação contra a covid-19, de acordo com a prefeitura, é em novembro, com a 2ª dose da população em geral e reforço da dose para maiores de 70 anos. Em dezembro, haverá o com reforço de doses para acima dos 60. 

Neste sábado (17), a repescagem será apenas para pessoas com deficiência. 

Variante Delta no estado

Ontem, a Prefeitura do Rio confirmou duas infecções com a variante Delta, em Vila Isabel e Paquetá. Além destes, outros três casos foram registrados no estado.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, um deles foi de um morador de Campos dos Goytacazes, no interior, e outros dois na Baixada Fluminense (São João de Meriti e Seropédica).

No primeiro caso, foi identificada uma transmissão importada, já que o paciente havia voltado da Índia. Já os demais adquiriram a variante dentro do Rio de Janeiro. Isto significa que há possibilidade de transmissão local da variante Delta no estado.

Em todos os casos, ainda de acordo com a SES, os pacientes evoluíram bem e já se recuperaram da doença. As ocorrências na baixada foram identificadas pelo estudo Corona-Ômica-RJ, que sequencia mensalmente cerca de 800 amostras em todo o estado.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas