Rio de Janeiro Rio: Gari morre após ser atingido por bala perdida na Vila Cruzeiro

Rio: Gari morre após ser atingido por bala perdida na Vila Cruzeiro

Segundo a PM, agentes foram atacados por suspeitos e revidaram. Parentes dizem que mochila e documentos da vítima sumiram

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*, com informações de Diogo Menezes, da Record TV Rio

Um funcionário da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) morreu após ser atingido por uma bala perdida durante um confronto entre suspeitos e policiais militares na Vila Cruzeiro, na Penha, zona norte do Rio, na manhã do último domingo (31).

Marcelo foi baleado nas costas

Marcelo foi baleado nas costas

Reprodução/Record TV Rio

Segundo a Polícia Militar, os agentes foram atacados por disparos e revidaram. Após isso, os policiais localizaram um homem caído no chão.

Leia também: Paes descarta ajuda financeira após paralisação no BRT

Era Marcelo Almeida da SIlva, de 38 anos, gari há mais de oito anos. A família contou que ele estava indo trabalhar quando foi atingido.

A vítima chegou a ser levada para o HEGV (Hospital Estadual Getúlio Vargas), no mesmo bairro, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com uma das primas de Marcelo, a mochila de trabalho e os documentos dele sumiram após o crime.

"Ele estava com a mochila, com o uniforme dele. A minha tia tinha até o costume de fazer um lanchinho para ele, e tudo ficava na mochila, mas ela sumiu", disse ela.

Outra prima disse que a família quer encontrar os documentos para realizar o sepultamento de Marcelo.

"Já que a vida dele não tem como voltar, a gente quer pelo menos os documentos dele para podermos fazer um enterro digno, porque indigente ele não era não. Era trabalhador, pai de família", desabafou ela.

Após o crime, parentes e amigos de Marcelo fizeram uma manifestação na avenida Brás de Pina, na Penha. A PM foi acionada para dar apoio.

Em nota, a Polícia Civil informou que a DHC (Delegacia de Homicídios da Capital) instaurou um inquérito para investigar a morte de Marcelo. Ela deixa esposa e dois filhos.

Leia também: Dois morrem e um fica ferido em ataque a bar na zona oeste do Rio

A família de Marcelo informou que o enterro está previsto para a próxima terça-feira (2) no cemitério de Irajá, na zona norte do Rio. Ainda não há confirmação do horário do sepultamento.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas