Rio: homem é preso acusado de asfixiar até a morte a companheira 

Thayane Nunes da Silva Santos era arquiteta e morava com o suspeito em um apartamento em Campo Grande, na zona norte, onde o crime aconteceu

Arquiteta morreu no apartamento onde morava

Arquiteta morreu no apartamento onde morava

Reprodução

Um homem foi preso em flagrante na manhã desta sexta-feira (03) pela Polícia Civil, acusado de asfixiar a companheira até a morte em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Thayane Nunes da Silva Santos era arquiteta e morava com o suspeito em um apartamento num condomínio na Estrada Iraquã, onde o crime aconteceu.

Leia mais: RJ: Polícia apreende cerca de cinco toneladas de maconha na Dutra

De acordo com informações da Record TV Rio, foi a prima da vítima que encontrou o corpo no local e acionou a polícia. 

Em seguida, os agentes da 40° BPM (Campo Grande) chegaram no apartamento e identificaram o caso como possível feminicídio. No entanto, o suspeito de ter cometido o crime não estava no local. 

Segundo as investigações, o acusado do crime não tem passagem pela polícia e trabalha na compra e venda de carros usados na zona norte do Rio.

Nas redes sociais, amigos e parentes de Tayane lamentaram a morte da arquiteta. "Descanse em paz, Thay. Que Deus possa confortar o coração dessa família", diz uma das mensagens compartilhas em publicações antigas da vítima. 

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa