Rio de Janeiro Rio: mulher morre em ponto de ônibus e corpo passa 13 horas no local

Rio: mulher morre em ponto de ônibus e corpo passa 13 horas no local

Cristiane Gomes teve mal súbito na região portuária. Familiares aguardaram ajuda durante madrugada

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*, com Record TV Rio

Cristiane voltava do trabalho

Cristiane voltava do trabalho

Arquivo pessoal

Uma mulher identificada como Cristiane Pedro Gomes, de 44 anos, morreu em um ponto de ônibus do Caju, na zona portuária do Rio, na noite desta terça-feira (1º). Ela estaria voltando do trabalho quando passou mal, chegou a ser reanimada, mas não resistiu. No entanto, o corpo de Cristiane continou na calçada até a manhã desta quarta, aproximadamente 13 horas depois da morte.

Durante a madrugada, a família de Cristiane permaneceu no local aguardando ajuda. Segundo os parentes, policiais os orientaram a chamar uma funerária para remover o corpo, mas eles não têm condições financeiras para acionar o serviço.

A Polícia Militar informou que equipes do 4ºBPM (São Cristóvão) foram até o ponto de ônibus, próximo ao Into (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia). De acordo com informações, os agentes auxiliaram na massagem cardíaca, acionaram o Samu e entraram em contato com a delegacia da área.

Em nota, a PM disse que recolhimento do corpo não é atribuição dos policiais e que se solidariza com a família de Cristiane Gomes. 

Já a Polícia Civil afirmou que a remoção de corpos é de responsabilidade da corporação apenas em casos de morte violenta, mas que, para auxiliar a Prefeitura do Rio e a família, a 17ª DP (São Cristóvão) solicitou a remoção neste caso.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas