Rio de Janeiro Rio: Polícia diz que empresário desaparecido foi morto pela milícia

Rio: Polícia diz que empresário desaparecido foi morto pela milícia

Alberto Romano Júnior estava sumido desde sexta; crime teria sido motivado por transações imobiliárias na zona oeste

Alberto teria sido morto pela milícia

Alberto teria sido morto pela milícia

Reprodução/Redes sociais

A Delegacia de Descoberta de Paradeiros afirmou, nesta terça-feira (28), que o empresário Alberto Romano Júnior, que estava desaparecido desde sexta-feira (24), foi vítima de um homicídio com envolvimento da milícia da zona oeste do Rio de Janeiro.

A polícia trabalha com a linha de investigação de que Alberto foi assassinado e teve seu corpo ocultado pela organização criminosa devido à realização de transações imobiliárias feitas pelo empresário na região.

O carro de Alberto, que havia sido encontrado em Santa Cruz, na zona oeste, foi periciado. O veículo foi achado na estrada dos Colonos, a 28 km de onde o jovem foi visto pela última vez, sem sinais de arrombamento.

Segundo a corporação, imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas e suspeitos estão sendo identificados na investigação, que tenta localizar o corpo do empresário e os autores do crime.

Alberto tinha 33 anos e desapareceu na sexta (24), após ir a uma barbearia em um shopping do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste. Câmeras de segurança do estacionamento mostraram o empresário deixando o local em seu carro e a família parou de ter notícias dele desde então.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.

Últimas