Coronavírus

Rio de Janeiro Rio tem 6 regiões administrativas com alto risco para a covid-19

Rio tem 6 regiões administrativas com alto risco para a covid-19

Apesar disso, prefeitura decidiu manter todas as 33 áreas com risco alto por conta da presença da nova cepa do vírus

A maioria das regiões administrativas da cidade do Rio recuaram para o risco moderado para a covid-19, após quatro semanas. Das 33 áreas, 6 seguem com alto risco – quase todas na zona sul.

Paes manteve classificação de alto risco em todas as regiões

Paes manteve classificação de alto risco em todas as regiões

Divulgação

Entre os bairros com alto risco de contágio estão Botafogo, Lagoa e Rocinha, na zona sul, Tijuca e Vila Isabel, na zona norte, e Barra da Tijuca, na zona oeste. Os dados foram divulgados pela prefeitura durante a apresentação do 7º boletim epidemiológico, nesta sexta-feira (19).

Nas redes sociais, o prefeito Eduardo Paes afirmou que as "áreas mais ricas" continuam com grande taxa de transmissão. 

Fiocruz anuncia a chegada de 2 milhões de vacinas no Rio

"Áreas mais ricas da cidade continuam de fato com risco alto. Consciência e responsabilidade por favor! Restrições vão aumentar se continuar assim.", disse Paes. 

Apesar de constatar uma melhora no cenário, Paes manteve todas as 33 áreas administrativas com classificação de alto risco para a covid-19. Com isso, as medidas de restrição foram mantidas. 

A decisão foi tomada por conta da presença das novas cepas do coronavírus no Estado do Rio. Também nesta sexta-feira (19), as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde confirmaram a transmissão local da variante.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas