Rio de Janeiro RJ: Donos de bares e restaurantes fazem novo ato contra restrições 

RJ: Donos de bares e restaurantes fazem novo ato contra restrições 

Manifestantes estão reunidos em frente à prefeitura na tarde desta quarta (10) e pedem a revisão de medidas para conter coronavírus

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*

Arquivo pessoal/Alessandro Carracena

Donos de bares, restaurantes e quiosques do Rio de Janeiro protestaram em frente à prefeitura contra as restrições de combate à covid-19, na tarde desta quarta-feira (10).

Os manifestantes pedem a revisão do decreto municipal que alterou o funcionamento dos estabelecimentos e impediu a abertura de quiosques na orla da cidade. 

Em vigor desde sexta-feira (5), as medidas têm como objetivo controlar a disseminação da covid-19 na cidade.  Nesta quinta (11), o prefeito Eduardo Paes anunciará se as restrições serão prorrogadas.

Bares e restaurantes tiveram horário de funcionamento restrito de 6h às 17h, o que já gerou protestos de representantes do setor na Barra da Tijuca, na semana passada.

A determinação da Prefeitura também fechou os quiosques na orla do município. A Orla Rio, representante do setor, questionou a decisão, alegando que funcionam da mesma maneira que bares e restaurantes. 

Já os empresários de estabelecimentos com autorização para funcionar afirmam que as medidas causam prejuízo, já que a maior movimentação de clientes acontece depois das 17h. 

A Abrasel-RJ (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) chegou a obter uma liminar que prorrogou o horário de fechamento de bares e restaurantes para 20h. No entanto, a Prefeitura do Rio conseguiu derrubar a decisão na Justiça. 

Segundo o boletim da prefeitura, o Rio teve 722 casos confirmados de covid-19 nas últimas 24 horas. No último domingo (7), a ocupação em leitos de UTI na cidade era de 96% no SUS (Sistema Único de Saúde)

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas