Rio de Janeiro RJ: Governo prevê economia de R$23 milhões com redução de veículos

RJ: Governo prevê economia de R$23 milhões com redução de veículos

Decreto publicado pelo governador em exercício Cláudio Castro faz parte da política de austeridade de gastos implementada no estado

Decreto foi publicado nesta sexta-feira (2)

Decreto foi publicado nesta sexta-feira (2)

Divulgação

Em decreto publicado nesta sexta-feira (2), o governador em exercício, Cláudio Castro, determinou a redução do número de carros alugados pelo Estado, da frota própria e dos veículos que atendem autoridades e administrações do governo. Medida faz parte da política de austeridade de gastos.

O poder público estadual estima uma economia de R$ 23 milhões, o que equivale a 34% dos R$ 66,84 milhões gastos por ano atualmente. Com a redução, ficou determinado um padrão para uso dos veículos.

Adutora estoura e deixa ao menos 21 bairros do Rio sem água

De acordo com o documento, as secretarias só poderão manter carros alugados que rodem mais de 2,6 mil quilômetros por mês. Os que trafegam menos que isso, serão devolvidos. Para substituí-los o Governo do Estado vai criar o aplicativo “RJ Mobi” que pode poupar R$8 ,66 milhões.

Apenas os carros próprios com menos de 10 anos de fabricação com categorias A e B da classificação de eficiência veicular vão permanecer nas secretarias. Os outros serão leiloados, arrecadando uma receita de R$ 1,5 milhão.

Além disso, o decreto determina a redução de 40% da frota de representação. Segundo o governo, dos 175 carros utilizados atualmente, 70 serão devolvidos, o que pode gerar uma economia de R$ 7 milhões. Isso corresponde a 10% do custo anual com veículos que atendem as autoridades e administrações.

Estão proibidos a utilização dos veículos para transporte de servidores da residência para o trabalho, com exceção dos que tenham comprovação da necessidade de uso; transporte de pessoas que não fazem parte do poder público e transporte de animais.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas