Pedreiro que usava nome falso é preso 21 anos após matar publicitária

Um pedreiro, acusado de matar uma publicitária no Rio Grande do Norte em 1997, foi preso em casa, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro. Mais de 20 anos após o crime, o suspeito foi reconhecido através de técnicas de projeção de idade e reconhecimento facial usadas por peritos da Polícia Civil. 

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log