RJ: 'Pensei que ele fosse dar mais tiros', diz baleado em supermercado

Vítima foi levada ao Hospital Souza Aguiar, na região central, mas sofreu um ferimento sem gravidade e recebeu alta em seguida

Cliente levou um tiro após reagir assalto

Cliente levou um tiro após reagir assalto

Reprodução/Record TV Rio

O porteiro, Elias Nascimento Pereira de 45 anos atingido no peito na quarta-feira (29) por uma bala perdida dentro de um supermercado na Tijuca, zona norte do Rio, disse ter acreditado que o suspeito iria disparar mais vezes.

Em entrevista à Record TV Rio, a vítima contou que havia entrado na loja junto com outros três amigos para comprar um celular. Enquanto esperavam pelo entrega do aparelho, notaram um segurança com um rapaz de casaco na porta.

"Tinham dois garotos novos na sessão de televisão, um deles falou para ficarmos tranquilos porque não era nada com a gente, só que quando ele percebeu a minha corrente, ele deu o 'bote' e eu reagi. Eles conseguiram correr e fomos atrás. Quando saímos na porta, o homem que tava com o segurança, armado, sacou a arma e o segurança largou ele", disse.

Após encontrar o suspeito armado na porta, Elias falou que "no momento pensou que ele fosse dar mais tiros, mas deu só um e não pegou em nada grave”.

A vítima foi levada ao Hospital Souza Aguiar, na região central, por bombeiros da Praça da Bandeira, sofreu um ferimento sem gravidade e recebeu alta em seguida.

A Polícia Militar afirmou que houve uma tentativa de roubo e os criminosos conseguiram fugir.

Em nota, o supermercado Extra disse que acionou o Samu para o socorro da vítima. Além disso, a rede reforçou que está à disposição das autoridades para colaborar com a apuração dos fatos.

*Sob supervisão de Paulo Guilherme