Rio de Janeiro RJ: Polícia encontra sítios com mais de 1.000 plantações de skunk

RJ: Polícia encontra sítios com mais de 1.000 plantações de skunk

Estudante de direito que seria o responsável pelas propriedades foi preso em flagrante por tráfico de drogas

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com informações de Felipe Batista, da Record TV Rio

A polícia encontrou dois sítios e uma casa com mais de 1 mil plantações de skunk (uma espécie de derivação mais forte da maconha) em Maricá, na região metropolitana do Rio, nesta terça-feira (26).

Droga era revendida no Rio e em Niterói

Droga era revendida no Rio e em Niterói

Reprodução/Record TV Rio

De acordo com os agentes, o responsável pelas propriedades é um estudante de direito que foi preso em flagrante por tráfico de drogas. O suspeito revendia o entorpecente na região oceânica de Niterói, região dos lagos e na cidade do Rio.

Ônibus são usados como barricadas para dificultar ação da PM

"Ele dividiu a droga em três partes para despistar a polícia. Inclusive, os sítios ficavam em um área de difícil acesso de Maricá.", disse o delegado Tiago Venturini, em entrevista à Record TV Rio

Ainda segundo Venturini, o suspeito disse em depoimento que começou a plantação do entorpecente para uso pessoal, mas o 'negócio' acabou expandindo. 

As investigações também apontam que cada quilo de skunk era vendido por R$ 30 mil – cada plantação rendia até oito quilos. A droga ficava protegida em um galpão com estufas com equipamentos de ventilação, controle de temperatura e iluminação.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas