Rio de Janeiro RJ: Prefeitura aplica 7 mil multas na primeira semana do megaferiado

RJ: Prefeitura aplica 7 mil multas na primeira semana do megaferiado

Além de desrespeitos à quarentena, autuações incluem também multas de trânsito, reboques, apreensões de mercadorias

Agência Estado
Rio de Janeiro terá megaferiado até o dia 4 de abril

Rio de Janeiro terá megaferiado até o dia 4 de abril

Mauro Pimentel/AFP - 02.04.2021

Nos primeiros sete dias do recesso sanitário para combater a disseminação da covid-19, a Prefeitura do Rio registrou 7.363 autuações por desrespeito ao cumprimento das medidas restritivas em vigor no município. Os agentes aplicaram 495 multas a bares, restaurantes e ambulantes, além de interditarem 89 estabelecimentos. As autuações incluem também infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias.

Desde o último dia 26 de março, um decreto municipal proíbe ou restringe o funcionamento de atividades não essenciais. Bares e restaurantes não podem abrir para consumo presencial, apenas para entrega. As praias também estão fechadas ao lazer, sendo permitida apenas a prática de atividades esportivas individuais.

Na quinta-feira, dia 1º de abril, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) registrou 1.234 autuações, com 31 estabelecimentos fechados pelos fiscais e 63 multas a ambulantes restaurantes e bares.

Um supermercado também foi autuado por ter permitido aglomeração no estabelecimento. Os agentes também fecharam lojas de conveniência, roupas e itens para aparelhos celulares, além de uma academia.

Equipes da Guarda Municipal atenderam a denúncias de moradores sobre aglomerações em bairros como Ipanema, Flamengo, Copacabana Leme, Olaria, Anil e Senador Vasconcelos. Os agentes também fizeram patrulhamento na orla da cidade para orientar banhistas sobre a proibição da permanência na areia.

O prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (DEM), anunciou nesta sexta-feira (2), a prorrogação das medidas restritivas em vigor no município do Rio de Janeiro até o fim da próxima quinta-feira, 8 de abril. A partir da zero hora da sexta-feira (9), as restrições podem ser relaxadas. No entanto, as escolas estão liberadas para funcionar já nesta segunda-feira (5).

O governo do Estado do Rio de Janeiro ainda avalia a necessidade de uma eventual prorrogação do decreto estadual com medidas restritivas para combate à disseminação da covid-19 a partir de segunda-feira (5).

Segundo a assessoria do governador em exercício do Rio, Claudio Castro (PSC), a comissão encarregada de avaliar a gestão da saúde tem se reunido diariamente para analisar as condições sanitárias. Caso seja necessário, o governo pode renovar o decreto estadual que fechou praias e impôs restrições ao funcionamento de estabelecimentos empresariais.

Últimas