Novo Coronavírus

Rio de Janeiro RJ: relatório da CGU identifica PMs que fraudaram auxílio emergencial

RJ: relatório da CGU identifica PMs que fraudaram auxílio emergencial

Polícia Militar informou que uma equipe avaliará os documentos enviados pela controladoria. Policiais podem devolver valores aos cofres públicos

Órgãos não revelaram números de PMs identificados

Órgãos não revelaram números de PMs identificados

Tânia Rego/Agência Brasil/ 27.12.2018

Um relatório da CGU (Controladoria-Geral da União), com apoio do TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro), apontou quais policiais militares do Rio de Janeiro fraudaram o auxílio emergencial do Governo Federal. Números de PMs identificados nas investigações não foram revelados pelos órgãos.

Justiça mantém abertura facultativa de escolas particulares no Rio

Segundo a Polícia Militar, a DGP (Diretoria Geral de Pessoal) instaurou uma comissão para avaliar relatório enviado pela CGU. Os batalhões dos policiais militares apontados no documento já foram comunicados pela corporação sobre as supostas fraudes.

Uma circular do TCE-RJ destacou que a “inserção ou declaração de informações falsas em sistemas de solicitação do benefício podem caracterizar os crimes de falsidade ideológica e estelionato”. O órgão também apontou que os militares podem devolver valores recebidos de forma indevida a partir de um site desenvolvido pelo Ministério da Cidadania.

Em nota, a Polícia Militar declarou que os documentos analisados pela DGP serão enviados posteriormente à Corregedoria Geral da Polícia Militar, que irá apurar os casos individualmente. A corporação também destacou que “não compactua com quaisquer desvios de conduta por parte de seus integrantes”.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Patrícia Junqueira

Últimas