Novo Coronavírus

Rio de Janeiro RJ suspende vacinação para grávidas após orientação da Anvisa

RJ suspende vacinação para grávidas após orientação da Anvisa

Agência suspendeu aplicação de AstraZeneca em gestantes; Secretaria Estadual de Saúde aguarda orientação do Ministério da Saúde

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*, com Record TV Rio

Com orientação da Anvisa, RJ suspende vacinação para grávidas

Com orientação da Anvisa, RJ suspende vacinação para grávidas

Richard Wainwright/EFE/EPA

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro recomendou a suspensão da vacinação contra a covid-19 para as gestantes nesta terça-feira (11), após orientação da Anvisa de vetar a aplicação de Astrazeneca. Em nota, a SES disse que aguarda novas recomendações do Programa Nacional de Imunizações para o grupo. Em conjunto, a administração municipal também seguiu o alerta.

Na noite desta segunda-feira (10), a Anvisa orientou a suspensão da vacina Astrazeneca/Fiocruz para grávidas. Segundo a Agência, a bula deste imunizante da covid-19 deve ser seguida pelo Programa Nacional de Imunização e que o uso de vacinas com contraindicação só deve ser feito com acompanhamento médico individual.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde no Rio afirmou que segue esta orientação e que, até que a investigação de eventos adversos em grávidas seja finalizada pelo Ministério da Saúde, também está suspensa a vacinação gestantes e purérperas na cidade.

A partir de segunda-feira, o calendário para a primeira dose da vacinação voltou a ser dividido por gênero e idade no município do Rio. Nesta terça (11), os homens de 49 anos recebem a imunização. Segundo a Prefeitura do Rio, entre hoje e sexta-feira (14), serão vacinados os profissionais de saúde entre 30 e 34 anos de idade, no período da tarde.

Quanto à Coronavac, uma nova remessa foi recebida na última sexta-feira. Na quinta (13), será retomada a aplicação deste imunizante para completar a vacinação de idosos de 65 e 64 anos. Já na segunda (17), está prevista a imunização de 63, 62 e 61 anos com a segunda dose.

O Município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, anunciou que suspendeu a aplicação da Astrazeneca para gestantes com comorbidades na cidade a partir deste terça-feira. 

Sobre a segunda dose para aquelas que tomaram a Astrazeneca, a SES informou, por meio de nota, que, à princípio, a aplicação também está suspensa para gestantes.

*Estagiária do R7, sob supervisão Celso Fonseca

Últimas