Novo Coronavírus

Rio de Janeiro RJ vacina pessoas com síndrome de Down, autismo e paralisia cerebral

RJ vacina pessoas com síndrome de Down, autismo e paralisia cerebral

Grupo será atendido, a partir desta quarta (28), no Estádio Célio de Barros, no Maracanã. Agendamento deve ser feito pela internet

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola, do R7*

O Estado do Rio inicia, nesta quarta-feira (28), a vacinação contra covid-19 de pessoas com mais de 18 anos que tenham autismo, paralisia cerebral ou síndrome de Down na capital fluminense. 

RJ vacina pessoas com mais de 18 anos que tenham autismo, paralisia cerebral ou síndrome de Down

RJ vacina pessoas com mais de 18 anos que tenham autismo, paralisia cerebral ou síndrome de Down

Reprodução/ Governo do RJ

A imunização exclusiva para o grupo ocorre no Estádio de Atletismo Célio de Barros, no Maracanã, zona norte do Rio, no sistema drive-thru de segunda a sexta, das 9h às 16h. O posto tem capacidade para atender 200 pessoas por dia. 

É necessário fazer um agendamento prévio pelo site Vacinação Covid-19. Com dia e hora marcados, o paciente receberá a primeira dose e terá a segunda agendada automaticamente após a vacinação. A data será informada por mensagem SMS no celular cadastrado.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves, afirmou que a vacinação desse grupo na cidade do Rio é um “projeto-piloto” e poderá ser disponibilizado nas outras regiões do Estado.

Vacinação na capital

Também nesta quarta (28), a Prefeitura do Rio vacina contra covid-19 mulheres com 58 anos dos grupos prioritários e profissionais de saúde com 42 anos, além de gestantes com comorbidades. Também está confirmada a aplicação da segunda dose.

O município definiu que integram os grupos prioritários pessoas com deficiência permanente, indivíduos com comorbidades, trabalhadores da saúde, educação e serviços de limpeza urbana, além de guardas municipais, motoristas e cobradores de ônibus e transporte escolar.

Entre as comorbidades estão diabetes mellitus, hipertensão grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, câncer e obesidade grave, entre outras. Para receber a vacina é necessário apresentar as três últimas prescrições ou receitas, atestados, recomendação médica que comprove a comorbidade.  

Profissionais da saúde

Os profissionais de saúde devem se dirigir ao posto de vacinação exclusivamente no período da tarde, de 13h às 17h, levando a carteira de seu conselho de classe. Aqueles que atuam em unidades de urgência e emergência devem ser vacinados no local de trabalho.

O grupo inclui médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, farmacêuticos, dentistas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, professores de educação física, veterinários, entre outros.

Locais e horários da vacinação na capital

A vacinação ocorre, de 8h às 17h, em postos de saúde e clínicas da família. A Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Marinha do Brasil e o Comando em Conjunto do Leste inaugura, nesta quarta (28), um novo ponto de vacinação com atendimento para pedestres e drive-thru no CIAMPA (Centro de Instrução Milcíades Portela Alves), em Campo Grande, zona oeste do Rio.

O atendimento também é realizado nos seguintes locais: Igreja Nossa Senhora do Rosário (Leme), Museu da República (Catete), Casa Firjan (Botafogo), Planetário da Gávea, Tijuca Tênis Clube, Museu da Justiça (Centro), Jockey Club Brasileiro (Gávea), Hotel Fairmont (Copacabana), Cidade das Artes (Barra da Tijuca), Museu do Amanhã (Centro), Imperator (Méier), Quadra do Cacique de Ramos (Olaria), Museu Conde de Linhares (São Cristóvão), Club Municipal (Tijuca), Palácio Duque de Caxias (Centro), Vila Militar (Deodoro), Quadra da Portela (Madureira), Vila Militar (Deodoro), Museu Aeroespacial (Campos dos Afonsos), Espaço Cultural da Marinha (Centro), Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência (Centro) e Universidade Castelo Branco (Realengo).

O Corpo de Bombeiros disponibilizou três quartéis para aplicação de doses: Copacabana e Humaitá, na zona sul, e Barra da Tijuca, na zona oeste.

Outras três unidades do Centro de Referência da Pessoa com Deficiência funcionam no mesmo horário: Irajá, Santa Cruz e Mato Alto (Jacarepaguá).

Já a ABBR (Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação) no Jardim Botânico, zona sul do Rio, atende de 8h até 12h.

O sistema drive-thru funciona, com atendimento exclusivo para idosos e gestantes, das 9h às 15h, no Parque Olímpico (Barra da Tijuca) e Sambódromo (Santo Cristo). Na Vila Militar (Deodoro) e no Museu Aeroespacial (Campos dos Afonsos) o funcionamento é das 8h às 17h.

Na Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), a aplicação da primeira dose é exclusiva para pedestres, com entrada pelo portão 1, das 9h às 15h.

O Coren (Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro Coren-RJ), no Centro, e o Conselho Regional de Farmácia, na Tijuca, atendem exclusivamente os profissionais da saúde das 9h às 16h.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Veja o calendário de vacinação da cidade do Rio de Janeiro:

Divulgação/Prefeitura Rio

Últimas