Rio de Janeiro STF nega pedido de habeas corpus de DJ Renan da Penha

STF nega pedido de habeas corpus de DJ Renan da Penha

Renan Santos da Silva é acusado de ser “olheiro” do tráfico de drogas e organizar o Baile da Gaiola para ajudar os criminosos no Complexo da Penha

Recurso Renan da Penha

STF negou habeas corpus de DJ Renan da Penha

STF negou habeas corpus de DJ Renan da Penha

Reprodução Facebook

O STF (Supremo Tribunal Federal) negou o pedido de habeas corpus de Renan Santos da Silva, de 26 anos, mais conhecido como DJ Renan da Penha por quatro votos a um. O julgamento foi realizado na quinta-feira (30).

Leia mais: Polícia apreende menor de idade que assaltava com o dedo no Rio

Renan é acusado de ser “olheiro” do tráfico de drogas e organizar o Baile da Gaiola para ajudar os criminosos no Complexo da Penha, onde ele nasceu.

Considerado um dos maiores artistas do funk nacional, Renan da Penha já gravou músicas com cantores como MC Livinho, Ludmilla e Nego do Borel. O sucesso do DJ também é visto nas redes sociais, onde acumula 600 mil inscritos em seu canal no YouTube e reúne outras 260 mil seguidores no Facebook.

Em março deste ano, ele foi condenado a 6 anos e 8 meses em regime fechado por associação ao tráfico de drogas, junto com outras dez pessoas.

O funkeiro está preso desde abril deste ano em Bangu 9 no Complexo de Gericinó, na zona oeste do Rio

*Estagiária do R7 sob supervisão de PH Rosa