Novo Coronavírus

Rio de Janeiro STJ aprova acordo de delação premiada de Edmar Santos

STJ aprova acordo de delação premiada de Edmar Santos

Ex-secretário de Saúde é investigado por irregularidades na compra de equipamentos e desvios de recursos para os hospitais de campanha 

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

Edmar Santos é acusado de corrupção na saúde

Edmar Santos é acusado de corrupção na saúde

Reprodução / Agência Brasil

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) homologou o acordo de delação premiada do ex-secretário estadual de saúde, Edmar Santos. A decisão foi do ministro Benedito Gonçalves.

Santos foi preso em julho, alvo de uma operação do Ministério Público que investiga fraudes durante a sua gestão. Ele é acusado de irregularidades na compra de equipamentos e materiais para o combate a pandemia da covid-19. Além disso, também é suspeito de desvios de recursos para os hospitais de campanha.

O ex-secretário do governo de Wilson Witzel foi solto 27 dias após sua prisão por firmar um acordo de delação premiada. Com a decisão, o STJ espera revelar mais detalhes do esquema de corrupção.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya

Últimas