Rio de Janeiro Suspeita de matar o marido em 2001 é presa em bar da zona norte do Rio

Suspeita de matar o marido em 2001 é presa em bar da zona norte do Rio

Mulher teria assassinado Valdecir Rodrigues da Silva a tiros um ano após se separar, em São Gonçalo. Vítima foi morta quando tinha apenas 27 anos

Uma mulher suspeita de matar o marido foi presa pela Polícia Civil 19 anos depois, em Ramos, na zona norte do Rio de Janeiro. A atendente de bar teria assassinado o garçom Valdecir Rodrigues da Silva, com 27 anos na época, por desentendimento na separação de bens.

Valdecir foi morto quando tinha 27 anos

Valdecir foi morto quando tinha 27 anos

Reprodução/Record TV Rio

Segundo as investigações da Polícia Civil, a suspeita ficou casada por oito anos com Valdecir. Meses após a separação, a atendente de bar queria vender a residência do casal, mas foi impedida pelo garçom. Parentes da vítima afirmam que ele não permitiu o negócio, pois se preocupava com o futuro dos dois filhos da suspeita.

Valdecir foi morto em um encontro armado pela atendente de bar, no bairro Arrastão, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. As investigações apontam que o companheiro da suspeita, na época, também participou do crime.

Animais marinhos apreendidos em operação serão expostos no AquaRio

De acordo com a delegada do caso, Rosa Carvalho, a atendente de bar agiu com frieza no momento da prisão e não reagiu à chegada dos agentes da Polícia Civil.
“Ela não demonstrou arrependimento não. Já sabia qual era o motivo da prisão e só observou os trâmites da Justiça, não ofereceu resistência.”

Segundo informações da Record TV Rio, um dos filhos da suspeita presenciou o crime. A criança, na época, fugiu de casa e nunca mais foi encontrada.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas