Suspeito de matar e atear fogo em corpo de PM é preso no Rio

Na ação, os agentes prenderam um ex-policial militar acusado de cobrar R$ 30 mil para soltar uma traficante e um homem foragido desde 2012

Três suspeitos foram presos na ação

Três suspeitos foram presos na ação

Reprodução / DC-Polinter

Um traficante suspeito de matar e atear fogo no corpo de um policial militar, em junho deste ano, foi preso nesta quinta-feira (1) durante a Operação Mesquita Segura, realizada pelo DC-Polinter (Divisão de Capturas e Polícia Interestadual) em Mesquita, na Baixada Fluminense.

Leia também: Candidato a vereador é assassinado na Baixada Fluminense

Segundo os agentes, o preso é integrante da organização criminosa que comanda o tráfico de drogas da região. Ele é investigado pelo homicídio qualificado do PM e de mais um homem, não identificado, na comunidade Chatuba, na mesma região. Uma terceira vítima sobreviveu.

Na ação um ex-policial militar também foi detido. Ele foi condenado por ter exigido R$ 30 mil para soltar uma traficante que havia sido presa em flagrante. O ex-membro da Corporação responde pelo crime de concussão

Leia também: Rio: PRF prende suspeito de assassinar policial militar

Um terceiro suspeito foi preso preventivamente por receptação. Ele estava foragido desde 2012 e foi capturado na casa de um parente.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.