Coronavírus

São Paulo Abastecimento de cilindros é crítico em 120 cidades de SP, diz pesquisa

Abastecimento de cilindros é crítico em 120 cidades de SP, diz pesquisa

Dados de conselho de secretários de saúde do estado revelam problemas no atendimento emergencial de pacientes com covid-19

  • São Paulo | Do R7

Abastecimento de cilindros de O2 gasoso está em estado crítico no estado de SP

Abastecimento de cilindros de O2 gasoso está em estado crítico no estado de SP

Reprodução / Record TV

Um levantamento do Cosems-SP (Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo), realizado junto às prefeituras paulistas até o dia 27 de março, apontou que o abastecimento de cilindros (O2 gasoso) é considerado crítico em 120 municípios para o atendimento emergencial de pacientes com suspeita ou confirmados de covid-19.

O estado crítico representa o aumento no uso de O2 gasoso no tratamento de pacientes que não estão conseguindo reabastecimento em tempo hábil, não possuem estoque ou cilindros extras para preenchimento da enquete.

O Cosems-SP, que desde o início de março deste ano tem monitorado os estoques do produto junto às secretarias municipais de saúde, observou um aumento de 115 municípios na demanda do insumo.

No dia 29 de março, 65 municípios manifestaram a necessidade de receberem doação  de aproximadamente 2.300 cilindros vazios para recarga com a finalidade de atender a alta demanda. Outras prefeituras também manifestaram o interesse pelo produto e aguardam pela abertura da enquete.

Pesquisa on-line

A investigação se deu por meio de Enquete Virtual (Google Forms), aos serviços municipais de Saúde, dentre UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), unidades em geral e serviços fora de hospitais, que nesta situação de pandemia estão consumindo grande quantidade de oxigênio gasoso.

Últimas