São Paulo Abrigos de SP têm ocupação de 97%; 59 pessoas recusam ajuda

Abrigos de SP têm ocupação de 97%; 59 pessoas recusam ajuda

São 24 mil vagas em 103 Centros de Acolhida. Em madrugada fria, prefeitura distribuiu agasalhos e cobertores à população de rua

Albergues de SP tem 97% de ocupação, mas 59 pessoas recusaram abrigo

Albergues de SP tem 97% de ocupação, mas 59 pessoas recusaram abrigo

Divulgação / Prefeitura de SP

A taxa de ocupação nos 103 Centros de Acolhida para População em Situação de Rua da cidade de São Paulo é de 97%, segundo a prefeitura. No total, são mais de 24 mil vagas. Na madrugada deste sábado (31), 159 pessoas foram acolhidas, mas 59 recusaram abrigo. Na capital, já são 17 mortes de moradores de rua pelo frio, de acordo com o Movimento Estadual das Pessoas em Situação de Rua.

Na madrugada, foram distribuídos 169 cobertores. Desde 30 de abril, a prefeitura contabiliza 16.044 acolhimentos, 1.627 recusas e 15.317 cobertores distribuídos. 

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) esteve, durante a madrugada, em uma das tendas e aconselhou as pessoas em situação de rua a aceitar o acolhimento por parte da prefeitura.

A Operação Baixas Temperaturas conta com cinco tendas temporárias que realiza a distribuição de alimentos quentes, agasalhos e cobertores a pessoas em situação de rua. Nos três primeiros dias de funcionamento, 7.489 cobertores e agasalhos foram distribuídos, sendo 1.419 mantas e 2.260 peças de roupa, além de mais de 11,5 mil bebidas quentes e 10.957 sopas.

Para fazer o transporte aos centros de acolhida, foram colocados sete ônibus extra e mais 15 vans do Atende. O trajeto é feito também na volta ao local de origem.

Operação

A operação vai até segunda-feira (2) nos pontos escolhidos pela prefeitura: Praça da Sé (região central), Praça Princesa Isabel (Luz), Largo da Concórdia (Brás), Praça Floriano Peixoto (Santo Amaro) e Praça Miguel Dell’erba (Lapa).

A ação emergencial, por causa da passagem da massa de ar polar pela cidade, conta com o apoio da sociedade civil, que realiza doações diretamente nas tendas, e também de organizações privadas e do terceiro setor.

Em 30 de abril, foi publicada a portaria que instituiu o comitê para o "Plano de Contingência para Situações de Baixas Temperaturas 2021", que se estende até 30 de setembro. A ação é reforçada sempre que a temperatura atinge patamar igual ou menor que 13ºC.

Ajuda

A população pode ajudar as pessoas em situação de rua solicitando uma abordagem social por meio da Central 156 (ligação gratuita, opções 0 + 3), que funciona 24 horas por dia.

A solicitação pode ser anônima, mas é preciso informar o endereço da via em que a pessoa em situação de rua está, citar pontos de referência, além de características físicas e detalhes da vestimenta.

Últimas