São Paulo Acidentes com aviões pequenos marcam região do Campo de Marte

Acidentes com aviões pequenos marcam região do Campo de Marte

Em 2018, a região chegou a registrar duas quedas com aeronaves de pequeno porte, que deixaram duas pessoas mortas e seis feridas

  • São Paulo | Do R7

Avião modelo Cessna caiu em 2018 no bairro da Casa Verde

Avião modelo Cessna caiu em 2018 no bairro da Casa Verde

Reprodução

A região do Aeroporto Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, já foi marcada por acidentes de aviões pequenos. Em 2018, ocorreram duas quedas, que deixaram dois mortos e seis feridos.

Uma foi em 30 de novembro, quando um avião modelo Cessna 210N caiu no bairro da Casa Verde, matando o piloto, e a outra em 29 de julho, quando houve a morte do piloto e seis pessoas ficaram feridas.

Em 1995, um avião Cessna caiu sobre a Avenida Santos Dumont, próximo ao local da queda desta sexta, no bairro de Santana, matando seis pessoas. O fato ocorreu pois o piloto não conseguiu levantar voo.

Em 2003, um helicóptero caiu durante um treinamento de pouso de emergência. A queda causou um incêndio e o instrutor morreu no local. 

Em 4 de novembro de 2007, um avião executivo caiu sobre quatro casas no bairro da Casa Verde. O acidente aconteceu por volta das 14h15 e houve oito mortes. Foram quatro homens, três mulheres e um bebê de nove meses.

Em 19 de março de 2016, a aeronave experimental do empresário Roger Agnelli caiu logo depois de decolar do Campo de Marte. Na ocasião, houve seis mortos, incluindo o empresário, a mulher Andrea, os dois filhos do casal, Ana Carolina e João, o genro de Agnelli, Parris Bittencourt, e sua namorada.

Além de quedas, o Campo de Marte também presenciou um helicóptero que tombou no local. Em 27 de março de 2016, um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) tombou e duas pessoas tiveram ferimentos leves, um instrutor e uma aluna. Segundo a FAB, o vento forte do dia pode ter feito a aeronave tombar.

Últimas