São Paulo Acusado de abusos sexuais, nutrólogo das estrelas é preso em SP

Acusado de abusos sexuais, nutrólogo das estrelas é preso em SP

Justiça já havia decretado prisão preventiva de Abib Maldaun Neto, que é suspeito de abusar de pelo menos 23 pacientes em consultório

  • São Paulo | Mariana Rosetti, da Agência Record

Abib Maldaun Neto, nutrólogo acusado de abusos sexuais, foi preso dentro de um veículo no Campo Belo, zona sul de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (14). A Justiça já havia decretado a prisão preventiva de Abib. Nesta manhã, ele foi detido na rua Vieira de Morais, no Campo Belo, enquanto estava no sentido aeroporto de Congonhas.

Com ele estavam a advogada, o motorista e a esposa. Os policiais militares conseguiram identificá-lo através da placa do veículo. Durante a abordagem, ele não resistiu à prisão e afirmou que tinha um mandado de prisão contra ele e que iria se entregar.

Leia mais: SP cassa honraria de médico acusado de abusos sexuais

Abib foi encaminhado ao Palácio da Polícia, na rua Brigadeiro Tobias, 527, na região central da cidade, onde foi registrado boletim de ocorrência. Ele passa por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) e aguarda vaga no sistema penitenciário.

De acordo com a delegada da Divisão de Capturas, Nivalda Leite, já havia tratativas desde sábado (12) com a advogada do acusado para que ele se entregasse, uma vez que seriam retomadas as buscas após ele ter um habeas corpus negado.

O acordo, segundo a delegada, era para que ele tivesse direito a uma cela especial por ter ensino superior e que ele não seria exposto à mídia.

A advogada de Abib afirmou que eles se perderam no caminho e, por isso, estavam na direção contrária do centro. Com ele, havia duas malas com roupas, objetos pessoais, medicamentos com receita e dois celulares.

O Tribunal de Justiça de São Paulo informou que o caso tramita em segredo de Justiça em razão da natureza do crime.

Abib Maldaun Neto, acusado de abusos sexuais, é preso em São Paulo

Abib Maldaun Neto, acusado de abusos sexuais, é preso em São Paulo

Reprodução / Record TV

O caso

A Justiça decretou a prisão preventiva do nutrólogo que é acusado de vários abusos sexuais contra pacientes. Elas eram atendidas na clínica nos Jardins, área nobre da capital paulista. A Polícia Civil já havia tentado cumprir o mandado de prisão na quarta-feira (9), mas ele não foi localizado.

Abib Maldaun Neto possui 23 acusações de violação sexual mediante fraude, por utilizar artifícios que dificultam a manifestação de vontade da vítima.

As equipes do DOPE (Departamento de Operações Policiais Estratégicas) foram até a casa do acusado cumprir o mandado de prisão na quarta-feira. A decisão foi decretada em 3 de dezembro.

Veja também: MP-SP recebe mais de 20 denúncias de abuso contra médico dos famosos

Ao chegar na casa do acusado, uma residência no Jardim Europa, bairro nobre de São Paulo, o suspeito não se encontrava. Na ocasião, a esposa afirmou que o médico estava em Campos do Jordão, interior paulista, e que eles não conversaram recentemente porque estavam brigados.

A mãe do suspeito, no entanto, fez um relato contraditório e afirmou que o médico foi visitar parentes da esposa que estavam doentes.

A Polícia Civil ainda destacou que o suspeito mudou o cabelo para não ser reconhecido e que possuía informação que ele esteve em São Paulo nesta semana.

Segundo o Ministério Público, as vítimas ou advogados procuraram o órgão para denunciar a conduta do médico, que é conhecido por atender diversas celebridades.

Suspensão do registro profissional

O Cremesp (Conselho Regional de Medicina de São Paulo) suspendeu o registro de trabalho do médico Abib Maldaun Neto.

Mesmo condenado em julho há 2 anos e 8 meses de prisão, em regime semiaberto, em um processo que teve início em 2014, o nutrólogo continuava atendendo pacientes enquanto recorria da decisão do Tribunal de Justiça.

Após o Cremesp ser questionado sobre o fato do médico continuar clinicando, mesmo condenado em primeira instância, a entidade informou que o caso estava sendo analisado e que era sigiloso.

Em 25 de setembro, o Cremesp anunciou que o médico foi suspenso cautelarmente, por seis meses, em decorrência de denúncias sobre abuso sexual. A suspensão pode ser renovada por igual período e, neste prazo, o registro profissional fica suspenso em todo o território nacional.

Denúncias

O Ministério Público de São Paulo disponibilizou um canal direto por e-mail para receber denúncias de pacientes envolvendo o nutrólogo. Os relatos podem ser enviados para somosmuitas@mpsp.mp.br e serão recebidos por uma equipe especializada do Núcleo de Gênero do Centro de Apoio Operacional Criminal, com total sigilo em relação aos dados.

As mulheres que preferirem podem procurar a Casa da Mulher Brasileira, que funciona 24 horas, e fica na Rua Vieira Ravasco, 26, no Cambuci. O telefone é o (11) 3275-8000.

Relatos de vítimas

Uma empresária de 43 anos relatou que, por mais de uma década, ficou calada, mas decidiu fazer a denúncia após ver outras mulheres delatando o médico das celebridades. Ela buscava mais disposição física e lembra do trauma: "Ele falou vamos te examinar agora, tira a roupa, coloca o avental. Ele apalpou minha virilha direita e disse que tinha nódulos, depois começou a manipular meu clitóris".

Outra paciente revelou que o abuso aconteceu com o filho na sala de espera: "Só pensava que meu filho de 10 anos estava sentado a 100 metros de mim".

Abib tem fotos com diversas celebridades por ele atendidas, fato que deu confiança a uma das pacientes. Agora todas querem que ele pague pelo que fez. Os traumas, no entanto, não serão esquecidos. "Nunca mais me consultei com médico homem", disse uma das mulheres.

As pacientes que procuram por um nutrólogo querem perder peso e buscam saúde. A avaliação física é feita com o auxílio de um aparelho. Em nenhum momento é preciso ficar nua durante o exame.

Defesa

Abib afirmou que, em nota, que "é inocente, está tranquilo e que jamais cometeu ato imoral ou ilegal durante a atuação médica". Informou também que sempre colaborou durante o processo e está à disposição para que, segundo ele, a verdade seja comprovada.

Últimas