São Paulo Agente da Polícia Federal é morto a tiros em adega na zona leste de SP

Agente da Polícia Federal é morto a tiros em adega na zona leste de SP

Policial teria se desentendido com dono do estabelecimento por causa do preço de bebida. Uma terceira pessoa, não identificada, efetuou os disparos

Agência Estado
Policial foi morto na madrugada deste domingo (6)

Policial foi morto na madrugada deste domingo (6)

Divulgação Polícia Federal

O policial federal Renato Rewai Paraná e Silva, de 41 anos, foi morto na madrugada deste domingo (6) em uma adega localizada no bairro de São Mateus, na zona leste da cidade de São Paulo.

O agente da Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros (Delecor) foi alvejado por quatro disparos, segundo boletim de ocorrência registrado pouco antes das seis horas da manhã na 49ª DP.

Os policiais que atenderam a ocorrência relataram que, ao questionarem as pessoas que estavam no local, foram informados que houve uma discussão entre o policial e o dono da Adega Empório.

Segundo registro da Polícia Militar, o agente teria se desentendido por causa do preço de bebida.

Silva teria sacado uma glock 0.9 mm e então "um terceiro, não identificado, sacou um revólver calibre 38 e efetuou os disparos contra a vítima".

O agente chegou a ser levado para o hospital Santa Marcelina de Itaquera, mas lá foi declarada sua morte. O dono do estabelecimento foi levado à delegacia para prestar informações.

Últimas