Novo Coronavírus

São Paulo Aglomeração em casa é 'cenário de risco', diz secretário de Saúde de SP

Aglomeração em casa é 'cenário de risco', diz secretário de Saúde de SP

 Jean Gorinchteyn fez apelo à população para manter protocolos de segurança nos encontros em ambientes privados, que também podem ameaçar a saúde

Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde de São Paulo

Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde de São Paulo

Divulgação

O secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, alertou para as aglomerações domésticas neste final de ano e para a falta do cumprimento dos protocolos de segurança em reuniões particulares. 

Leia também: Butantan terá 10,8 milhões de doses da CoronaVac até 31 de dezembro

Gorinchteyn afirmou que houve reforço da fiscalização, quintuplicando o número de agentes - de 200 para mil - em todo o estado. Porém, diz o secretário, ainda que haja o reforço de fiscalização, há uma ameaça em ambientes privados.

Veja também: Soro anticovid está pronto para ser testado, diz diretor do Butantan

"Por mais que façamos fiscalizações, temos que entender que muitas aglomerações acontecem dentro das casas, ambiente privados, em que fiscalização ou acesso da polícia não farão qualquer sentido. Mas as pessoas se aglomeram sem uso de máscara. Retiram para comerem, beberem, para rirem. Isso é um cenário de risco", alerta. "Não é um cenario pras pessoas se aglomerarem nesse momento. Estamos passando de quase 40 minutos, não podemos perder o jogo agora. É um apelo que faço para que a população esteja entendendo que  distanciamento é fundamental", concluiu o secretário.

Últimas