Novo Coronavírus

São Paulo Alunos de baixa renda terão cartão alimentação de até R$ 101 em SP

Alunos de baixa renda terão cartão alimentação de até R$ 101 em SP

Cartão será distribuído entre esta quinta (2) e o final da semana que vem para 273 mil estudantes da rede municipal que dependem de alimentação escolar

  • São Paulo | Do R7

Bruno Covas, prefeito de São Paulo

Bruno Covas, prefeito de São Paulo

Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo – 24.03.2020

Alunos de escolas da cidade de São Paulo vão receber um cartão alimentação com crédito de até R$ 101 a partir desta quinta-feira (2). A medida deve beneficiar 273 mil crianças de 220 mil famílias em situação de vulnerabilidade até o final da semana que vem, anunciou o prefeito Bruno Covas durante a entrevista coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, na zona sul de São Paulo, nesta quinta. 

O benefício será de R$ 55 para alunos do Ensino Fundamental, de R$ 63 para os do Ensino Infantil e R$ 101 para os de creches municipais. De acordo com o prefeito são pessoas em situação de alta vulnerabilidade social, que dependem da alimentação fornecida dentro das escolas. As aulas estão suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus.

Todas as 320 mil crianças beneficiárias do programa Leve Leite continuaram a receber. Covas disse que parte do valor do programa está incluído no novo cartão e que, por isso, a verba destinada para alunos de creches é maior. 

O prefeito disse ainda que pretende aumentar para 210 mil o número de cestas bascias distribuídas em comunidades carentes da cidade, como parte de um programa previsto para ser lançado na semana que vem. 

Na coletiva foram anunciadas pelo governo estadual medidas de ampliação do microcrédito, aumento da fabricação de máscaras de proteção por detentos do sistema prisional paulista e ainda uma série de reivindicações dos governadores das regiões Sul e Sudeste para evitar um colapso econômico, que serão enviadas ao presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes. 

O secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann, atualizou os números de casos confirmados no estado. Segundo ele, são 2.981 casos e 165 óbitos. Entre os pacientes internados em UTI, há 337 em comparação aos 256 do dia anterior, e 384 internados em enfermarias, em comparação aos 359 do dia anterior.

Últimas