São Paulo Amigos de rapaz que teve cadeira de rodas furtada fazem vaquinha

Amigos de rapaz que teve cadeira de rodas furtada fazem vaquinha

Objetivo é arrecadar R$ 1.500. Doações podem ser feitas pela internet

Após ter cadeira de rodas furtada, amigos de cabeleireiro fazem vaquinha

Cabeleireiro teve cadeira de rodas furtada terça (26)

Cabeleireiro teve cadeira de rodas furtada terça (26)

Arquivo pessoal

Amigos do cabeleireiro Rafael Miranda Eugênio, 29 anos, organizaram uma campanha de arrecadação de dinheiro para comprar uma cadeira de rodas para o rapaz.

A que ele usava desde quando perdeu a perna em um acidente de carro, há 7 anos, foi furtada na última terça-feira (26), em frente à casa onde mora, no Grajaú, zona sul de São Paulo.

Segundo Rafael, desde quando começou a tentativa por nova cadeira de rodas, ainda na terça-feira, alguns amigos já foram na casa dele para ajudá-lo. O cabeleireiro precisa de R$ 1.500 para comprar uma nova.

“Vamos tentar de toda forma conseguir, o mais rápido possível, arrecadar o necessário”, disse uma das amigas de Rafael, que participa da organização da vaquinha online.

Desde que teve a cadeira de rodas furtada, o cabeleireiro afirma que não consegue desenvolver sua profissão e jogar vôlei, que é o esporte que pratica. Ele corta o cabelo dos clientes em casa, e está se organizando para abrir um salão próprio. "Minha vida parou. Sem a cadeira de rodas eu não consigo fazer minhas coisas."

Depois do apoio dos amigos, Rafael se reanimou com a expectativa de voltar a se locomover. “Ainda não estou com nenhuma cadeira, mas, devido às postagens e à mobilização, o pessoal já está se reunindo para poder comprar”.

Além da arrecadação online, amigos de Rafael criaram um grupo no WhatsApp para organizar as doações de quem quer ajudar e não consegue fazer a contribuição via internet.

Os amigos disponibilizam uma conta bancária ou a visita e entrega presencialmente, no Jardim Lucélia, bairro onde o cabeleireiro mora, na região do Grajaú.