Coronavírus

São Paulo Após 1ª morte por covid na fila da UTI, 475 esperam vagas em SP

Após 1ª morte por covid na fila da UTI, 475 esperam vagas em SP

Diante do avanço da pandemia, prefeitura antecipou feriados e ainda confirmou que abrirá 640 novos leitos na capital paulista

  • São Paulo | Do R7

Ocupação de leitos em SP é de 88%

Ocupação de leitos em SP é de 88%

Deividi Correa/Folhapress - 05.03.2021

A cidade de São Paulo tem 475 pacientes com covid-19 aguardando por leitos de UTI, segundo informou a prefeitura durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (18).

Ainda de acordo com a gestão municipal, 88% dos leitos dos hospitais paulistanos estão ocupados.

Diante do aumento nos números de mortes, casos e internações em decorrência do novo coronavírus, a prefeitura antecipou feriados para o fim de março a fim de aumentar as taxas de isolamento na cidade e ainda confirmou que abrirá 640 novos leitos.

Estes 640 leitos se dividirão em três hospitais de catástrofe espalhados por São Paulo: do Jabaruara, com 100 leitos de UTI e 260 de enfermaria; de Itaquera, com 130 de UTI e 50 de enfermaria; e da Vila Maria, com mais 100 leitos.

Primeira morte de paciente em espera

Mais cedo, Bruno Covas (PSDB) havia confirmado a primeira morte pela covid-19 de um paciente na fila de espera de vaga em UTI.

A vítima, que estava no pronto-atendimento de São Mateus, tinha apenas 22 anos e sucumbiu à doença 19 minutos antes de surgir uma vaga de cuidados intensivos em um hospital da zona sul.

Últimas